Sportbuzz
Testeira
Futebol / FORAM BEM!

Rogério Ceni exalta elenco do Flamengo e vitória diante do Palmeiras: "Confronto que gera expectativa muito grande"

Sob o comando de Rogério Ceni, Flamengo venceu o Palmeiras na estreia no Brasileirão

Redação Publicado em 30/05/2021, às 19h49

Rogério Ceni comandando o Flamengo na vitória diante do Palmeiras no Brasileirão - GettyImages
Rogério Ceni comandando o Flamengo na vitória diante do Palmeiras no Brasileirão - GettyImages
A atuação do Flamengo, diante do Palmeiras, neste domingo, 30, foi bastante elogiada pelo treinador Rogério Ceni. O atual bicampeão começou o Campeonato Brasileiro com o pé direito em busca do terceiro título seguido depois de vencer por 1 a 0 com gol de Pedro.
 
 
Depois da partida, o técnico Rogério Ceni enalteceu o resultado diante de um confronto de grandes expectativas.
 
"Jogar contra o Palmeiras e sair vitorioso é sempre importante. Não há rivalidade estadual, mas é um time que venceu muito nos últimos anos, assim como o Flamengo. Então quando se tem um confronto gera uma expectativa muito grande. E quando você consegue vencer dá confiança, o torcedor vê com bons olhos quando sai vitorioso de um confronto desse tamanho", disse Ceni, que não se mostrou surpreso com tropeços de outros favoritos na primeira rodada.
 
"Quando começa o campeonato, você não tem três ou quatro rivais, tem todo mundo. A gente não sabe o que vai acontecer, às vezes a formação de uma equipe, você não acompanhou o campeonato estadual... Então não tem uma exata noção do potencial de cada um. Quando começa o enfrentamento a nível nacional é que começa a se ter noção de quem vai brigar ou não pelo título. O Fortaleza venceu o Atlético-MG fora. Ainda é muito cedo para saber quem é rival, tomara que a gente também esteja brigando lá na frente. Mas vencer o Palmeiras em si acho que é o mais significativo no dia de hoje por se tratar de uma grande equipe com grande investimento", completou.

 

O jogo

 

Weverton deu um lançamento para Rony. O atacante tentou dominar, se enroscou com Rodrigo Caio e ficou caído reclamando de falta. Daronco nada marcou, mas parou o jogo para atendimento do atacante palmeirense.

Aos 11 minutos, Arrascaeta chegou na meia-lua e tabelou a enfiada de bola para Pedro. O atacante deu um toquezinho para frente, tentando tirar de Weverton, e em seguida bateu para o gol quase sem ângulo. A bola bateu no goleiro e saiu em escanteio.

Em cobrança, Isla tocou para Gerson, que levantou em Bruno Henrique. A bola chegou limpa para o atacante, que não conseguiu finalizar e ela saiu em linha de fundo. Ele alegou que houve desvio de Gabriel Menino, mas só foi tiro de meta.

Em seguida, Filipe Luís tentou o passe em profundaidade para Bruno Henrique, mas foi interceptado por Gabriel Menino. Na sequência, o Flamengo recuperou a bola e ela foi para Bruno Henrique.
 
Ele tocou para Arrascaeta na ponta esquerda e cruzou, mas a bola foi por cima do gol de Weverton.
 

Aos 17 minutos, Raphael Veiga fez um belo lançamento para Rony na ponta direita. O atacante levantou a cabeça e cruzou rasteiro para Luiz Adriano, na pequena área, chegar livre e chutar de perna esquerda. A bola foi no pé de Diego Alves e saiu pela linha de fundo em escanteio.

Com 24, Arrascaeta tocou para Bruno Henrique no bico da grande área pela esquerda. O atacante dominou, puxou a bola para o pé direito e rolou para Arrascaeta. O uruguaio bateu com a parte externa do pé e foi à esquerda de Weverton, que defendeu sem dar rebote.

Na resposta, o Palmeiras teve Raphael Veiga, que recebeu de Viña na ponta esquerda e bateu cruzado. A bola parecia que ia para fora, mas Diego Alves se esticou todo e toca com as pontas dos dedos para mandar a bola para escanteio.

Gabriel Menino recebeu na direita pela grande área, puxou para a canhota e bateu cruzado. Ela chegou até Rony, que estava muito impedido e tocou livre para o gol, mas logo ele foi anulado pelo árbitro.
 
Já com 36, Luiz Adriano recebeu no campo de defesa e deu um bonito passe em profundidade para Rony. O atacante disparou, dominou e tirou de Gerson. Ele ajeitou o corpo e bate com o pé direito, mas obrigou Diego Alves a fazer uma bela defesa.
 
Nos acréscimos, o Flamengo chegou pelo meio com Everton Ribeiro, ele tocou no alto para Arrascaeta, que caiu e reclamou de pênalti, mas nada marcado por Daronco.
 
Na sobra, Gerson tentou um lençol muito alto e a bola ficou com Weverton. Não deu para entender muito o que quis fazer o camisa 8 do Flamengo.
 
Na volta do intervalo, Arrascaeta fez o lançamento por cima para Bruno Henrique, a bola desviou em Viña e o atacante do Flamengo ainda conseguiu finalizar, mas a bola foi por cima do gol de Weverton.
 
Aos cinco minutos, Gerson puxou o ataque para o Flamengo e tocou na esquerda para Bruno Henrique. O atacante puxou a bola para a perna direita e bateu cruzado. A bola quicou antes de chegar em Weverton, mas o goleiro fez a defesa e mandou para escanteio.
 
Em seguida, Arrascaeta fez um bonito lançamento para Bruno Henrique na ponta esquerda. Ele chegou e cruzou para Pedro na segunda trave, mas a bola foi alta demais e o atacante do Flamengo não conseguiu finalizar do jeito que gostaria.
 
Aos 10, Luan deu um belo lançamento para Rony. O atacante dominou e bateu cruzado, para boa defesa de Diego Alves. No rebote, Viña tocou para o gol quase vazio, mas o goleiro salvou novamente e mandou para escanteio. Nada disso valeria porque o assistente marcou o impedimento de Rony depois do lance.
 

Pedro brigou na grande área e tocou para Bruno Henrique. O atacante foi derrubado por Luan dentro da área e Daronco marcou falta de Pedro em Empereur. 

Com 24 minutos, Arrascaeta cobrou a falta na segunda trave, Rodrigo Caio chegou de peixinho para cabecear e obrigou Weverton a fazer grande defesa. No rebote, Arão, caído, chutou. A bola bateu na defesa do Palmeiras e ficou com o goleiro do Palmeiras. 

Aos 29 minutos, gol do Flamengo! Bruno henrique foi lançado na esquerda, foi na velocidade e deixou dois para trás. Ele chegou na linha de fundo e cruzou rasteiro para Pedro completar, de carrinho, na segunda trave.
 
Após o gol, Rodrigo Caio avançou como elemento surpresa e deixou dois jogadores para trás. O zagueiro levantou a cabeça e tocou para Bruno Henrique, que invadiu a área, segurou para o pé direito e tocou para Arrascaeta.
 
O uruguaio dominou, foi pressionado e tocou para Vitinho, que chutou de esquerda, mas sem força e no meio do gol. Weverton defendeu tranquilamente.
 
Aos 42, Michael foi acionado na direita e avançou. Ele teve a opção de tocar para Pedro, mas preferiu um chute com a perna esquerda. A finalização saiu mascada porque ele estava pressionado e a bola ficou tranquila para Weverton.

 

 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!