Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » CASO MARI FERRER

Richarlison e Reinier pedem justiça por Caso Mari Ferrer

Sentença inédita de “estupro culposo” causou revolta após o empresário André Aranha ser absolvido

Redação Publicado em 03/11/2020, às 16h00

Richarlison e Reinier pedem justiça por Caso Mari Ferrer
Richarlison e Reinier pedem justiça por Caso Mari Ferrer - GettyImages

O dia 15 de dezembro de 2018 mudou para sempre a vida da influenciadora Mariana Ferrer. Em sua conta no Instagram, a modelo contou, em 2019, que foi dopada e violentada pelo empresário André Aranha no requintado beach club Cafe de La Musique, em Florianópolis, Santa Catarina.

Não é nada fácil ter que vir aqui relatar isso. Minha virgindade foi roubada de mim junto com meus sonhos. Fui dopada e estuprada por um estranho em um beach club dito ‘seguro e bem conceituado’ da cidade”, divulgou Mariana Ferrer em seu Instagram.

Instagram
Print da postagem de Mariana Ferrer em seu Instagram, que foi derrubado e tirado do ar tempo depois

No ano passado, a influenciadora publicou as provas do crime cometido contra ela, como uma calcinha manchada de sangue, vídeos em que aparece se apoiando nas paredes e sem conseguir andar sozinha, prints de conversas em que pedia socorro às amigas que estavam no local.

O perfil de Mariana Ferrer no Instagram, em que ela compartilhava detalhes do caso e tinha cerca de 850 mil seguidores, foi removido pela rede social em agosto deste ano. De acordo com a modelo, André Aranha solicitou a remoção do conteúdo na Justiça.

A revista Marie Claire fez uma reportagem em 2019 contando sobre o caso, e mostrou os exames feitos por Mariana Ferrer que comprovaram o estupro. Foi encontrado sêmen de André de Camargo Aranha na calcinha da influenciadora, que na época era virgem.

André Aranha é empresário e influente no ramo do futebol e filho do advogado Luiz de Camargo Aranha Neto, que já representou a Rede Globo em processos judiciais. Nesta terça-feira, 3, o The Intercept Brasil divulgou o vídeo da audiência de julgamento do agressor, e nele, os advogados de defesa humilham Mariana Ferrer.

O advogado de defesa de André Aranha, Cláudio Gastão da Rosa Filho, mostra fotos sensuais tiradas por Mariana Ferrer, quando trabalhava como modelo profissional, antes do crime, como forma de reforçar o argumento de que a relação foi consensual.

O advogado Cláudio Gastão chegou a fazer acusações à Mariana Ferrer durante a audiência, alegando que a modelo manipulou os fatos.

Tu vive disso? Esse é teu criadouro, né, Mariana, a verdade é essa, né? É teu ganha pão a desgraça dos outros? Manipular essa história de virgem?”, disse Cláudio Gastão.

O juiz Rudson Marcos, da 3ª Vara Criminal deFlorianópolis, aceitou a argumentação do promotor responsável pelo caso, Thiago Carriço, alegando que André Aranha cometeu “estupro culposo”, um crime não previsto pela lei brasileira. Sendo assim, o empresário foi absorvido, já que ninguém pode ser condenado por um crime não existente. 

Segundo a promotor do caso, o empresário não poderia saber, durante o ato sexual, que Mariana Ferrer não estava em condições de consentir a relação, afirmando que não havia a “intenção” de estuprar a modelo.

Nesta segunda-feira, 3, o atacante do Everton, Richarlison, e o meio-campista do Real Madrid, hoje emprestado ao Borussia Dortmund,Reinier Jesus, e o clube Vasco da Gama compartilharam a hashtag #justicapormariferrer.

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos disse ao The Intercept Brasil que remeteu ofícios às corregedorias do Tribunal de Justiça de Santa Catarina e do Ministério Público de Santa Catarina, à Ordem dos Advogados do Brasil, Conselho Nacional de Justiça e Conselho Nacional do Ministério Público para que investigassem a conduta dos advogados, do promotor e do juiz presente na audiência.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!