Sportbuzz
Testeira
Futebol / EITA!

Richarlison comenta confronto entre Brasil e Argentina, pela final da Copa América, e dispara: "A gente vai provocar, sim!"

Duelo entre Brasil e Argentina, na final da Copa América, é um dos mais aguardados até por Richarlison

Redação Publicado em 08/07/2021, às 11h57

Richarlison comenta confronto entre Brasil e Argentina pela Copa América - GettyImages
Richarlison comenta confronto entre Brasil e Argentina pela Copa América - GettyImages

Às vésperas da final da Copa América entre Brasil e Argentina, que acontece neste sábado, 10, o atacante Richarlison, que não se preocupa muito com polêmicas, já indicou qual será o clima da decisão da competição.

Em entrevista virtual realizada pela CBF, o jogador disse que trata com naturalidade a troca de farpas entre os jogadores, e projetou.

"A gente vai provocar, sim!", disse.

Richarlison, que inclusive, junto de Neymar, alfinetou alguns jogadores chilenos, em especial o volante Vidal, que pediu uma revanche contra o Brasil nas redes sociais. Pelos comentários de uma publicação no Instagram, o Pombo escreveu que a seleção "busca um rival na América do Sul".

Quando perguntado sobre o tema na entrevista, Richarlison afirmou:

"Provocação de lá, provocação de cá, mas dentro de campo a gente sabe que o bicho pega, a gente dá conta do recado, não vai falar por falar. A gente vai falar e botar dentro de campo. Tem que ganhar todos os jogos e é o que a gente está fazendo. A gente vai provocar sim, vai acontecer, o que vale mesmo são os três pontos dentro de campo e quem levantar a taça", contou.

A final já é conhecida pelo jogador, que esteve na conquista da última Copa América, em 2019, tendo marcado um dos três gols na final contra o Peru. Com 31 jogos e 10 gols vestindo a amarelinha, ele diz não sentir o peso defender a seleção.

"Minha vida é feita de desafios, desde que fui para a Europa nem eu acreditava que iria ficar tanto tempo lá. A partir do momento em que cheguei na Europa comecei a ganhar maturidade e experiência. Graças a Deus, peguei bons treinadores que me ajudaram lá. Tenho bagagem, experiência, quando cheguei na Seleção eu já sabia o que queria. Todo mundo fala que a camisa da Seleção pesa para alguns, mas para mim não foi assim, não pesou. Só tenho a agradecer aos meus companheiros, sem eles a minha confiança não estaria tão alta. Tudo é um conjunto, depende do treinador, dos jogadores que nos ajudam em campo... Aqui tem um elenco bom, isso facilita para poder jogar", analisou.

O caminho será de muitos desafios mesmo, já que depois da final da Copa América, entre Brasil e Argentina, o jogador vai embarcar para o Japão, onde vai defender o Brasil nas Olimpíadas. Dono da camisa 10, ele sabe o peso de utilizar essa numeração.

"Já ouvi falar que a camisa pesa, eu sei o quanto é pesada, a camisa 10 significa grandes jogadores pela Seleção. Neymar, Pelé, Zico... Eu sei da responsabilidade que tenho, sei o peso que carrego, mas vou lá com a cabeça firme, como jogo aqui na seleção principal. Vou ser espelho também para alguns garotos que estão indo. Sei da responsabilidade que carrego, vou buscar o ouro olímpico", apontou.

Responsável pela melhor campanha da Copa América, o Brasil está invicto há 13 jogos. A partida contra a Argentina acontece às 21h (horário de Brasília), no estádio do Maracanã.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!