Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » EXCLUSIVO!

Revelado pelo Vila Nova, Baltazar dá detalhes de como é trabalhar com Fabio Grosso, ex-Juventus e Seleção Italiana

Em entrevista exclusiva para o Sportbuzz, o meia deu mais detalhes de como é trabalhar com um campeão mundial

Redação Publicado em 04/01/2021, às 16h49 - Atualizado às 18h15

Fabio Grosso em ação pelo Brescia
Fabio Grosso em ação pelo Brescia - GettyImages

Muitos jovens brasileiros se arriscam na Europa para conseguir se projetar no mundo do futebol. Por muitas vezes, não conseguem oportunidades de vestir a camisa de clubes do território nacional e logo já são vendidos para equipes do Velho Continente. 

Esse é o caso de Baltazar, que fez apenas quatro jogos pelo Vila Nova-GO e se mudou para a Suíça, onde atualmente defende o FC Sion. Com apenas 20 anos, o jovem está buscando o seu espaço na equipe e também procura obter a confiança de um ex-jogador histórico.

 Comandando por Fabio Grosso, ex-jogador da Juventuse autor do gol do último título mundial da Itália, Baltazar deu maiores detalhes de como é ser comandado pelo italiano. De acordo com o meia, o treinador passa muitas de suas experiências aos seus atletas.  

"As suas experiências e títulos, ele sempre mostra a cada treinamento e também no dia a dia. Ele também sempre tenta passar o seu melhor para nos adaptar ao estilo de jogo dele. Cabe a nós jogadores pegar tudo isso e impor dentro de campo para que os resultados positivos venham", disse.  

Ele ainda seguiu: "Fico bastante feliz de ser comandado por um ex-jogador de futebol, que já foi campeão mundial pela Itália e teve a honra de bater o pênalti do título. Espero que ele faça um grande trabalho com a gente e nos ajude a conquistar grandes coisas como ele ganhou sendo um atleta profissional. Estou muito feliz de estar sendo comandado por ele". 

Baltazar também continuou falando sobre como são os bastidores do elenco com Fabio Grosso. Com o foco em sua relação com o ídolo italiano, o meia contou que o técnico sempre tenta deixar todos motivados para poder mudar a situação difícil que o time vive na Suíça.

"Uma coisa que ele sempre fala para a gente, quando as coisas estão difíceis e cansativas, é: "nunca pare de trabalhar e trablahe firme e forte que as grandes coisas virão e vão se tornar positivas". Isso eu vou levar comigo para o resto da vida e eu tenho certeza, que por mais que as coisas não estejam fáceis, é continuar trabalhando firme, pois grandes coisas virão", afirmou. 

Para quem não sabe, o FC Sion é apenas o penúltimo colocado do Campeonato Suíço. Com apenas 13 jogos sob o comandou da equipe suíça, o Fabio Grosso conseguiu apenas duas vitórias e somou 12 pontos, sendo que dessas partidas, Baltazar participou de seis.

Vale ressaltar, que o meio-campista está vivendo apenas sua segunda temporada com a camisa do Sion. Ainda procurando se adaptar e sendo muito jovem, o camisa 8 revelou como foi o período de adaptação num país com uma cultura totalmente diferente da brasileira.  

"De início eu senti um pouco a diferença, pois praticamente muda tudo, fuso horário, alimentação e o idioma também. Com o tempo, fui acostumando, fui pegando o estilo de jogo daqui, fui aprendendo a língua local e me adaptando ao "fuso"", explicou.

Baltazar também comparou a maneira de jogar entre Brasil e Suíça:"O estilo de jogo daqui é totalmente diferente se comparando com o futebol brasileiro, vejo que tem um grande espaço para jogar. Outro ponto diferente do Brasil, é o fato de aqui não ter um modo de jogar mais cadenciado, e sim, mais intenso".  


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!