Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » EITA

Renato Gaúcho alfineta Internacional após eliminação: “10 anos sem ser campeão”

Treinador gremista ficou incomodado com perguntas feitas por alguns jornalistas

SportBuzz Digital Publicado em 05/09/2019, às 13h28

Renato Gaúcho
Renato Gaúcho - GettyImages

A noite da última quarta-feira, 4, não foi das mais especiais para Renato Gaúcho...

Após a eliminação da Copa do Brasil contra o Athlético Paranaense, o treinador comandou a entrevista coletiva na saída da Arena da Baixada. Incomodado com o teor das perguntas feitas pelos jornalistas, ele deu respostas afiadas.

A primeira questão que o deixou inquieto foi um levantamento feito por um profissional que trazia a conquista da Copa Libertadores como uma obrigação para Renato não terminar o ano em débito com os gremistas. Sem papas na língua, o comandante do clube gaúcho disse que quem tem obrigação de vencer é quem está há dez anos sem comemorar nenhum título.

“Obrigação? Obrigação é para quem está há 10, 12 anos sem ser campeão. Com todo respeito, acho que vocês (jornalistas) todos estão com amnésia. O Grêmio tem seis títulos em dois anos e meio. Vamos atrás das duas competições. A Libertadores está mais perto. Agora, obrigação é uma palavra muito forte”, disse ele.

Logo, imaginaram que o levantamento feito na resposta foi se referindo ao principal rival, Internacional, que, na mesma noite, garantiu a classificação para a final da Copa do Brasil após vencer o Cruzeiro por 3x0, no Estádio do Beira-Rio.

Por fim, Renato parabenizou o Athletico pela vitória e disse que sua equipe não desempenhou seu melhor futebol, dando todos os méritos para os classificados. Relembrando o feito de 2017, quando perderam a Copa do Brasil, mas venceram a Libertadores, ele deixou claro a possibilidade de briga pelo título.

“Não jogamos bem, tivemos uma noite ruim. Não é hora da cobrança ainda. Nesse momento, estamos muito, muito chateados. É hora de ter calma. Temos a Libertadores pela frente. Em 2017 nós perdemos a Copa do Brasil nos pênaltis e depois ganhamos a Libertadores. Não estou dizendo que ocorrerá de novo, mas pode. Não é hora de cobrança”, finalizou o ex-jogador.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!