Sportbuzz
Testeira
Futebol / COLETIVA!

Renato Gaúcho abre o jogo sobre críticas recebidas no Flamengo

No comando do Flamengo, Renato Gaúcho ainda falou sobre o fato de ter entregado o cargo

Redação Publicado em 31/10/2021, às 12h18

Renato Gaúcho vinha sendo muito cobrado no Flamengo - GettyImages
Renato Gaúcho vinha sendo muito cobrado no Flamengo - GettyImages

Na noite do último sábado, 30, Flamengo e Atlético-MG se enfrentaram na disputa da 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na briga direta pelo título, a equipe de Renato Gaúcho entrou em campo precisando da vitória para seguir viva na luta pelo troféu.

E foi exatamente o que aconteceu! Com muitas faltas e lances de forte disputa, Flamengo e Atlético-MG fizeram jogo bastante equilibrado, mas que terminou com a vitória carioca por 1 a 0. Agora, o Mengão soma 49 pontos e ocupa a vice-liderança do Campeonato Brasileiro.

 

Logo após o jogo, Renato Gaúcho concedeu entrevista coletiva e abriu o jogo sobre as críticas que vem recebendo no comando da equipe carioca. Bastante tranquilo, o treinador se mostrou calejado com o fato dentro do futebol brasileiro.

"Já sou vacinado. Não caí de para-quedas no futebol. Só achei as críticas exageradas. O que criticou quarta-feira vai nos elogiar amanhã. Faz parte. Tem gente que ganha dinheiro com críticas. Muitas pessoas gostam de ver o circo pegando foto. Digo a eles: 'Sou a fortaleza de vocês, o muro de vocês'. Jornalista vive a cada três dias", iniciou Renato Gaúcho.

"O jornalista que é correto pode fazer a crítica, aquela crítica verdadeira, não aquele que a cada três dias muda de opinião. Tem pessoas que querem tumultuar o ambiente. O Flamengo está em uma final de Libertadores. E o Flamengo pode, em três anos, conquistar o tri da Libertadores. O Flamengo está lá no dia 27 e faremos de tudo para ganhar. Enquanto isso a gente precisa dessa energia do nosso torcedor", completou o treinador do Flamengo.

ENTREGA DO CARGO!

Questionado sobre o fato de ter entregado o cargo no meio da semana, Renato Gaúcho não quis comentar a situação. Segundo o treinador do Flamengo, o assunto deve ser tratado internamente para o melhor do clube na temporada.

"Tem coisas que eu prefiro que fique internamente. Eu sempre converso bastante com o Marcos Braz (vice de futebol) e com o Bruno Spindel (executivo de futebol), que são pessoas que estão sempre com a gente e ajudam bastante. O Flamengo precisa muito dessas pessoas", explicou.

Troquei algumas ideias depois da partida, mas não quero entrar em detalhes. Tive uma conversa muito boa ontem com o presidente (Rodolfo Landim), mas tem certas coisas que prefiro que fique internamente. Prefiro que fique somente entre quatro paredes", concluiu.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!