Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » CRAQUES ESTRANGEIROS

Relembre os melhores gringos que já jogaram no futebol paulista

Nas próximas semanas, traremos listas com os melhores jogadores estrangeiros que atuaram nos principais clubes nacionais

Lucas Cesare Publicado em 05/04/2021, às 13h20 - Atualizado às 14h40

Valdivia, Guerrero e Lugano foram três jogadores estrangeiros que se destacaram no futebol paulista
Valdivia, Guerrero e Lugano foram três jogadores estrangeiros que se destacaram no futebol paulista - Getty Images

O futebol brasileiro, desde sempre, foi marcado pela presença de talentosos jogadores de diferentes partes do mundo. Atletas que têm excelentes passagens, ganham troféus e deixam muitas saudades em seus respectivos clubes.

A maioria dos craques estrangeiros que vem arriscar uma carreira no futebol brasileiro são provenientes de países latinos, como Argentina, Uruguai, Paraguai, entre outros.

Hoje, lembraremos os nomes de dez gringos que atuaram pelos principais clubes do estado de São Paulo. Para isso, foi levado em consideração a relevância do jogador para o time e os títulos ganhados por ele.

Lembrando que isto não é um ranking de quais jogadores foram os melhores, apenas uma lista com 10 grandes nomes em ordem alfabética.

1- Carlos Tévez

Ídolo da torcida corinthiana e lembrado até os dias de hoje, o atacante argentino “Carlitos” Tévez, como é conhecido, jogou um curto período no clube, entre 2005 e 2006, mas foi o suficiente para criar uma grande identificação com o clube. Pelo alvinegro, o argentino disputou 78 partidas, anotando 46 gols.

Tévez foi o principal jogador do Corinthians no título brasileiro de 2005, sendo o artilheiro do clube com 20 gols marcados naquela ocasião. Sua garra e a raça que entregava dentro de campo lhe fizeram adorado pela torcida, que nem se lembra da forma conturbada em que o jogador deixou o time, em 2006.

Tévez foi herói do título Brasileiro de 2005 do Corinthians, atualmente está no Boca Juniors (Crédito: GettyImages)

 

2- Carlos Gamarra

Gamarra foi um zagueiro paraguaio com passagens por grandes clubes da Europa, como Benfica, Atlético de Madrid e Inter de Milão. Atuou por muitos anos no Brasil, onde fez história jogando por Internacional, Corinthians, Flamengo e Palmeiras, mas até hoje é lembrado como ídolo corinthiano e é isso que o qualifica para estar nessa lista.

Chegou à equipe paulista em 1998 e logo conquistou o coração dos torcedores do Timão, por apresentar um futebol combativo e com poucas faltas. O jogador é muito lembrado por ter sido eleito o melhor zagueiro da Copa do Mundo de 98, onde não cometeu nenhuma falta em todos os quatro jogos disputados por sua seleção.

No Corinthians, conquistou um Campeonato Brasileiro (1998) e um Paulista (1999).

Gamarra foi um dos melhores zagueiros da história do Corinthians (Crédito: GettyImages)

 

3- Darío Pereyra

Foi um importante zagueiro uruguaio, ídolo do São Paulo, clube que defendeu durante 11 anos. Darío Pereyra disputou impressionantes 451 partidas pelo tricolor e anotou 38 gols. Nos anos 80 formou, junto com Oscar, a que foi para muitos, a melhor dupla de zaga da história do Tricolor.

No Brasil ainda chegou a jogar uma temporada por Flamengo (1988) e Palmeiras (1989), mas seus títulos estão todos concentrados em sua passagem pelo tricolor do Morumbi. Lá venceu quatro Campeonatos Paulista (80, 81, 85 e 87) e dois Brasileiros (77 e 86).

4- Diego Lugano

Conhecido por sua raça, o zagueiro uruguaio Diego Lugano é ídolo da torcida do São Paulo. Pelo tricolor, o defensor foi titular nas conquistas do Campeonato Paulista (2005), da Libertadores da América (2005), do Mundial de Clubes (2005) e do Campeonato Brasileiro (2006), em sua primeira passagem.

Já a segunda foi ao final da carreira, entre 2016 e 2017, quando o jogador retornou ao clube paulista para pendurar as chuteiras. Muito forte fisicamente, atuou por grandes equipes da Europa, como Fenerbahce e PSG, além de colecionar passagens pela Seleção Uruguaia, com quem conquistou a Copa América de 2011. Hoje em dia, o uruguaio é um dos dirigentes do Tricolor Paulista.

Diego Lugano em sua primeira passagem pelo São Paulo (Crédito: GettyImages)

 

5- Freddy Rincón

Freddy Rincón foi um volante colombiano, ídolo do Corinthians e capitão da equipe no título mundial de 2000. Mas o que nem todos se lembram, é que o jogador teve duas passagens pelo rival Palmeiras antes de se transferir para a equipe do Parque São Jorge, uma delas inclusive, sendo campeão paulista em cima dos alvinegros.

Muito técnico e com um grande porte físico, o jogador obteve muito sucesso em terras nacionais, conquistando um Bicampeonato Brasileiro (1998-1999) e dois Campeonatos Paulistas (1994-1999).

Rincón levantando a taça do Mundial de Clubes de 2000 (Crédito: GettyImages)

 

6- Gustavo Gómez

Atual zagueiro e capitão do Palmeiras, o defensor paraguaio, Gustavo Gómez, já escreveu seu nome na história do clube paulista. Muito raçudo e muitas vezes artilheiro (por marcar gols importantes), o jogador, de apenas 27 anos, já conquistou um Campeonato Brasileiro (2018), um Campeonato Paulista, uma Libertadores e uma Copa do Brasil (todos em 2020).

Foi contratado por empréstimo junto ao Milan, em 2018, e em 2020 assinou um contrato definitivo com o Palmeiras, até junho de 2024. O jogador tem tudo para ser um dos melhores gringos da história do clube e, até mesmo, do futebol brasileiro.

Gustavo Gómez é um dos principais jogadores do elenco alviverde (Crédito: GettyImages)

 

7- Jorge Valdivia

Jorge Valdivia ou “El Mago” Valdivia, como era conhecido pela torcida, é um meio campista chileno, muito habilidoso, que deixou seu nome marcado na história do Palmeiras. Com duas passagens pelo clube alviverde (2006-2008 e 2010-2015), o gringo venceu um Campeonato Paulista (2008), um Campeonato Brasileiro – Série B (2013) e duas Copas do Brasil (2012-2015).

Com algumas polêmicas no currículo e um grande histórico de lesões, o jogador é também lembrado por imortalizar o chamado “chute no vácuo”, marca registrada do meia.

Valdivia em sua segunda passagem pelo Palmeiras (Crédito: GettyImages)

 

8- Paolo Guerrero

Segundo estrangeiro com o maior número de gols no Campeonato Brasileiro, o atacante peruano Paolo Guerrero já atuou por Corinthians, Flamengo e atualmente veste a camisa do Internacional, mas é pelos seus feitos no alvinegro que o jogador está presente nesta lista.

Autor de dois dos gols mais importantes da história do clube (na semifinal e na final do Mundial de Clubes 2012), o peruano, querendo ou não, sempre será lembrado no time Parque São Jorge. Por lá, além do Mundial (2012), também venceu, um Campeonato Paulista (2013), uma Recopa Sul-Americana (2013) e um Campeonato Brasileiro (2015). Sua saída conturbada da equipe para o rival Flamengo acabou ofuscando um pouco sua imagem de ídolo do clube.

Romero e Guerrero, dois jogadores estrangeiros que ficaram marcados na história do Corinthians (Crédito: GettyImages)

 

9- Pedro Rocha

Foi um meia-atacante uruguaio da década de 70. Ídolo do São Paulo e lembrado até hoje como um dos maiores jogadores estrangeiros que já vestiram a camisa do clube, Pedro Rocha jogou no tricolor de 1970 até 1977, atuando em 375 partidas e marcando 113 gols. Depois chegou a ter breves passagens por Coritiba e Palmeiras, ainda no Brasil.

Pelo São Paulo conquistou um Campeonato Brasileiro (1977), dois Paulistas (1971 e 1975), além de ter sido vice-campeão brasileiro em outras duas ocasiões (1971 e 1973). Também está na história como o primeiro jogador estrangeiro a ser artilheiro do Campeonato Brasileiro, em 1972. O uruguaio faleceu no dia 2 de dezembro de 2013, um dia antes de completar 71 anos de idade.

10- Rodolfo Rodríguez

Foi um importante goleiro uruguaio, que atuou durante quatro anos pelo Santos e deixou seu nome gravado na história do clube, onde ficou conhecido como “Paredão”. Pelo alvinegro praiano, conquistou três títulos: Campeonato Paulista (1984), Copa Kirin do Japão (1985) e Torneio Cidade de Marseille (1987), na França.

Ficou marcado na história por suas impressionantes atuações. A principal delas, talvez, tenha sido a sequência de defesas na Vila Belmiro contra o América de Rio Preto. Na ocasião, foram cinco defesas seguidas realizadas, evitando o gol adversário, lance que lhe rendeu a primeira ‘Defesa de Placa’ da história do futebol.

O arqueiro também foi nomeado pela torcida santista como o jogador símbolo do Santos no período 1971-90.

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!