Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » CAMPEONATO PAULISTA

RAIO-X: Saiba tudo sobre o Campeonato Paulista!

O campeonato estadual mais disputado do país é um dos mais tradicionais, com mais de 100 anos de disputa

Marcello Sapio Publicado em 04/03/2020, às 16h31

Conheça à fundo o Campeonato Paulista
Conheça à fundo o Campeonato Paulista - Divulgação FPF

O Campeonato Paulista é um dos mais tradicionais do país e é recheado de histórias e curiosidades. É o estadual com mais integrantes da elite do futebol nacional, com cinco representantes: São Paulo, Palmeiras, Corinthians, Santos e Red Bull Bragantino.

Além dos cinco, existem outras equipes tradicionais no futebol nacional, como o Botafogo de Ribeirão Preto, o Guarani, a Ponte Preta (sendo uma das equipes mais antigas do Brasil, de 1900).

O Estadual teve a sua primeira edição em 1902 e foi comandado por diversas organizações, até que em 1941 a Federação Paulista de Futebol começou a organizar o campeonato.

À título de curiosidade, o primeiro campeão do “paulistão” é atualmente uma equipe de rugby: o São Paulo Athletic. Eles, que no século XX se dividiam entre o esporte bretão e o rugby, conforme o tempo foi passando, encerraram as atividades no futebol, mas o título ficou.

O primeiro time considerado “grande” a conquistar o título de campeão paulista foi o Corinthians, que também é o maior vencedor, com 30 troféus.

O time do Pq. São Jorge, inclusive, é o atual detentor da tríplice coroa do estadual, ganhando as últimas três edições, em 2017, 2018 e 2019. Esse fato não ocorria desde a década de 30.

“Super times” fizeram partes da história do campeonato, muito na década de 60, quando o posto mais alto se dividiu entre o Santos de Pelé e Coutinho e a 1ª academia do Palmeiras, que tinha Ademir da Guia e Dudu.

Essas duas equipes ficaram a década inteira se dividindo no título, inclusive, a 1ª academia ficou conhecida como um dos poucos times que batia de frente com o Santos, na época.

Inclusive, Pelé detém o recorde de artilheiro do Campeonato em uma só edição. No ano de 1958, o rei fez nada mais nada menos que 58 gols, sendo que o Santos, no todo, fez 155 em 41 jogos.

Outro time que entrou para história e quebrou recordes pelo poderoso ataque foi o Palmeiras de 1996, que ficou conhecido por fazer 102 gols na campanha que levou o clube ao título estadual daquele ano.

Um fato curioso é que o treinador do time alviverde naquele ano era Vanderlei Luxemburgo, o mesmo que atualmente.

Outro ponto que o Campeonato Paulista trouxe ao longo da história foram as zebras. Em 1986, a Inter de Limeira surpreendeu a todos e faturou o “caneco” em cima do poderoso Palmeiras, no Morumbi. Até hoje o único título do Leão de Limeira.

Por falar em times do interior, na edição de 1990, foi a primeira na história que não teve a presença dos quatro grandes. Bragantino, o time sensação da época, e Novorizontino, disputaram a final e a equipe de Bragança Paulista se saiu vencedora.

O treinador do time era o jovem Vanderlei Luxemburgo, que após o sucesso com o Bragantino, foi para o Palmeiras e ganhou a fama que tem.

Apesar de toda a história, o Paulista (como os estaduais) está sendo deixado “de lado” pelas equipes e é usado como uma preparação para outras competições mais importantes, como Libertadores.

Por outro lado, os estaduais ainda carregam a importância histórica de revelar jogadores, principalmente nos clubes menores, que usam o campeonato como principal vitrine para seus atletas da base.

Um dos exemplos mais recentes é a jovem sensação do Arsenal, Gabriel Martinelli, que surgiu no Campeonato Paulista de 2019 pelo Ituano. Apesar de não ter conseguido levar o time tão longe na competição, atraiu olhares de grandes clubes e foi direto para Londres.

Outro fator que ainda aquece os estaduais é o financeiro. O campeão do torneio leva para os cofres do clube uma quantia de R$5 milhões. Para o vice-campeão, a quantia também é agradável: R$1,65 milhão.

O formato de disputa do Campeonato Paulista sofreu algumas alterações nos últimos anos por conta das exigências feitas para encurtar o calendário da CBF e assim, o estadual foi o mais afetado.

No formato atual, os quatro grandes (Santos, São Paulo, Palmeiras e Corinthians) encabeçam os grupos da primeira fase, que conterá outras três equipes.

Os times jogam contra todos os clubes, menos os de seu grupo. Por exemplo, se tem no grupo B o Palmeiras, o Santo André, o Novorizontino e o Botafogo, essas equipes não se enfrentam, pelo menos, no primeiro momento.

Aí, após as 12 rodadas da primeira fase, os dois melhores do grupo se enfrentam na fase quartas de final. O primeiro colocado joga em casa e é jogo único.

A semifinal é disputada no seguinte formato: O de melhor campanha enfrenta o time de pior. O outro confronto é entre as segundas e as terceiras.

CAMPEONATO DO INTERIOR

Como normalmente, até pela estrutura e os investimentos, na maioria dos anos os quatro grandes acabam chegando às fases finais do Campeonato Paulista, a FPF decidiu, como forma de inclusão, criar o Paulistão do Interior.

É um campeonato paralelo, em formato mata-mata, entre as equipes interioranas que ficaram entre a 9ª e a 14ª posição geral.

Vale lembrar que a Federação pode chamar alguma equipe do interior que, por ventura, se classificou para as fases finais do Paulistão, como por exemplo, na edição da de 2019.

O Red Bull Brasil se classificou para às oitavas de final com a melhor campanha geral, mas logo foi eliminado pelo Santos.

Então, foi convidado pela FPF para jogar o Paulistão do Interior e, no final, sagrou-se campeão, em cima da Ponte Preta.

Vale lembrar que para os clubes do interior é uma competição que tem muita importância, já que tem direito a medalha, troféu e dá uma vaga à Copa do Brasil do ano seguinte.

CURIOSIDADES

- Na edição de 1973, dois times dividem o posto de campeão: Santos e Portuguesa. Isso porque na final houve um grave erro de arbitragem e a FPF decidiu por fracionar o título entre as duas equipes.

- O Palmeiras tem, supostamente, dois títulos a mais do que é contabilizado oficialmente. Isso porque o time, ainda quando era Palestra Itália, ganhou dois campeonatos paralelos, entre 1926 e 1928, antes da criação da FPF, mas que não foram considerados.

Isso faria com que o time alviverde tivesse 24 títulos e assumisse, de forma isolada, o posto de segundo time mais vencedor do estado.

- O São Paulo teoricamente teria sido rebaixado no Campeonato Paulista de 1991. Porém, houve uma mudança no regulamento e naquele torneio, em específico, não teria descenso, ou seja, rebaixamento, mas sim um grupo A, que seria com os times da elite, e o grupo B, que eram os times da antiga segunda divisão, para onde iria o São Paulo.

No final, o tricolor não só foi para o grupo B como ganhou o campeonato paulista de 92, para derrubar ainda mais a teoria da queda.

MAIORES CAMPEÕES


Corinthians - 30
Santos - 22
Palmeiras - 22
São Paulo - 21
Paulistano* - 11
São Paulo Athletic* - 4
Portuguesa - 3

*Times que não existem mais no futebol

IMPORTÂNCIA DO CAMPEONATO

Não é só por parte da mídia que o Campeonato Paulista é colocado como um dos melhores do país. Jogadores também veem no estadual a competitividade para mostrar o talento e despontar para o futebol.

Gramados muito bons, estádios muito bons e por isso que é um dos melhores. É um dos mais difíceis, bastante competitivo e quatro clubes grandes, além de clubes do interior que são bem montados, por isso que se torna importante e um dos melhores estaduais. Todos os jogadores querem jogar por conta da dificuldade, da visibilidade que traz e cada ponto que você consegue é muito importante”, disse Diego Cardodo, que atua no Botafogo, de Ribeirão Preto.

Já Fabrício Oya, revelação do Corinthians e que disputa o Paulistão de 2020 pelo Oeste comentou: “É o maior do Brasil. É o que tem mais visibilidade e mais times grandes. Fico muito feliz de estar jogando pela segunda vez e também acho que essa visibilidade faz com que você tenha propostas melhores para os nacionais, além dos times daqui serem fortes e com bons jogadores. Todos querem jogar o Campeonato Paulista, então acredito que aí vem a dificuldade e também é isso que torna gratificante estar participando mais vezes e quem sabe um dia, até ganhar o título”.

Pablo, do Guarani, também seguiu a mesma linha dos companheiros: “ É a mais forte e mais equilibrada entre os estaduais. Foi por isso que me fez voltar de Portugal, neste período dos estaduais, para apenas jogar o Paulistão, pela vitrine que é. Pelos estádios, pela visibilidade é algo muito bom e abre um leque de oportunidade, vários clubes olham o paulistão visando o segundo semestre. A dificuldade, como eu disse, é nivelado, muito equilibrado e sai muita coisa boa justamente pela dificuldade


5 itens do seu time do coração que você não pode ficar sem

1- Camisa Adidas São Paulo 2018 - https://amzn.to/31uv12K

2- Livro Maquete 3D Estádio Vila Belmiro - https://amzn.to/2IZ3AaY

3- Mochila Corinthians - https://amzn.to/2psy3ax

4- Caneca com Abridor,  Flamengo - https://amzn.to/31uUJnQ

5- Fone de Ouvido Cruzeiro - https://amzn.to/33GhR4d

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, o SportBuzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!