Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » LEMBRANÇA!

Rafael relembra título do Santos na Libertadores e fala sobre pressão da torcida: "Falei que íamos dar a vida"

Goleiro tinha apenas 21 anos e chamou a responsabilidade durante momento complicado

Guilherme Assumpção Publicado em 04/06/2020, às 16h59

Rafael foi titular na campanha do título
Rafael foi titular na campanha do título - Transmissão Santos TV

A Libertadores de 2011 entrou para a história do Santos após o título conquistado diante do Peñarol, no Pacaembu. Com muitas dificuldades na campanha da competição, a equipe conseguiu resultados heroicos e chegou à grande final com Neymar e companhia.

O time da Vila Belmiro tinha muitos jogadores jovens e que mesclavam com nomes experientes como Edu Dracena, Durval e Léo. Porém, a responsabilidade foi chamada por um garoto de apenas 21 anos, na época, e que surpreendeu muita gente.

A equipe vivia um momento muito complicado e depois de mais uma derrota na Libertadores para o Colo-Colo, no Chile, torcedores pressionaram o elenco em busca de resultados melhores. No alambrado do estádio, o goleiro Rafael Cabral garantiu que o Santos se classificaria.

“Tive uma conversa verdadeira com todo mundo, falei aquilo que eu acreditava. Não falei para acalmar a torcida. Eu acabei trazendo mais responsabilidade para mim. Eu falei porque acreditava, tinha convicção que tínhamos time para ir até a final. Sabíamos que ia ser difícil para caramba. Íamos lutar até o fim. Falei para olhar no meu olho, falei que íamos dar a vida”, relembrou Rafael em entrevista ao site Globo Esporte.

Os resultados não vinham e o Santos decidiu trocar de treinador durante a campanha. Adilson Batista deu lugar para Muricy Ramalho e a história foi completamente diferente. Rafael garante que a chegada do comandante foi fundamental para a mudança de cenário.

“Eu me lembro o impacto que o Muricy trouxe. Quando ele chegou, todo mundo ficou: “Caramba...”. Ele era o melhor treinador do Brasil. Nunca me esqueço da primeira reunião dele. Ele chegou e falou da qualidade do nosso time, mas ele disse que ia jogar contra o Santos sabendo que podia ganhar quando estava em outro time. Porque o Santos era um fenômeno com a bola, mas não sabia marcar sem a bola”, revelou o goleiro do Reading, da Inglaterra.

Além de todo o início conturbado, o Santos enfrentou dois adversários muito complicados. O primeiro foi o Cerro Porteño, do Paraguai. A equipe tinha os desfalques de Neymar, Elano e Zé Love e não poderia ter um resultado negativo.

O outro duelo foi diante do América, do México. Com defesas impressionantes e incontáveis, Rafael garantiu o 0 a 0 e ajudou o Santos na classificação para a próxima fase. O jogo de ida tinha terminado em 1 a 0 para o Peixe.

“Contra o Cerro estávamos muito desfalcados e não podíamos nem empatar. O outro ponto mais difícil foi o jogo contra o América do México, fora de casa. A viagem foi difícil, o avião teve de arremeter chegando lá. Tivemos de ir para outra cidade. Depois voltamos, chegamos muito tarde no hotel para jogar no outro dia. Tinha altitude, vento. Naquele jogo as coisas não estavam se encaixando. Foi um jogo marcante para mim. Foram dois jogos marcantes”, concluiu.


5 itens que todo torcedor do Santos precisa ter!

1- Livro Maquete 3D Estádio Vila Belmiro - https://amzn.to/32uyv6G

2- Jogo com 2 Baralhos do Santos na Lata - https://amzn.to/2BkYzp7

3- Camisa Umbro Santos 2018 - https://amzn.to/31x4p1n

4- Garrafa do Santos com Canudo Retrátil  - https://amzn.to/31oCIYh

5- Necessaire Santos - https://amzn.to/32EVlbK

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, o SportBuzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!