Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Futebol / FALOU!

PSG: Pochettino abre o jogo sobre convívio com Messi e Mbappé

Em entrevista reveladora, Pochettino relembrou os momentos com os dois craques do PSG, mas deixou claro maior admiração por um deles

Redação Publicado em 01/08/2022, às 16h19

Pochettino trabalhou com Mbappé no PSG - GettyImages
Pochettino trabalhou com Mbappé no PSG - GettyImages

Depois de algum tempo em silêncio, Pochettino decidiu falar sobre sua saída do PSG, que foi confirmada após o final da temporada europeia. Bastante sincero sobre a passagem pelo clube francês, o treinador argentino focou suas declarações no talento de Messi e Mbappé, que foram os grandes nomes do elenco durante o comando do técnico.

Em entrevista à mídia argentina “Infobae”, Pochettino confessou que o Paris Saint-Germain fez de tudo para manter Mbappé dentro do elenco. No tom da declaração, o treinador deixou claro que a dúvida sobre o futuro do atacante atrapalhou. “O PSG fez de tudo para manter Kylian e eu também concordo com isso, mas também não acho que Kylian seja o único”.

Já ao ser questionado sobre os bastidores com Messi, Pochettino rasgou elogios para o craque e confessou ser muito feliz por ter trabalhado com o atacante. Na visão do treinador, o camisa 30 do PSG é o melhor do mundo e pode ser perseguido apenas por Mbappé. Na declaração, o técnico não citou Neymar em nenhum momento.

Leo Messi é o melhor do mundo. Não há dúvidas. Depois, fica claro que Mbappé é um candidato a poder receber essa coroa. Pensei que ele ia terminar a carreira lá (no Barcelona), então serão poucos os treinadores que terão a oportunidade de treiná-lo. Então foi uma boa surpresa”, completou Pochettino em entrevista à mídia argentina.

Pochettino em ação
Pochettino deixou o comando do PSG (Crédito: GettyImages)

Pochettino também abriu o jogo sobre o PSG e a forma como se deu a sua despedida do clube após um trabalho de 18 meses. No início desta temporada, o técnico foi demitido e deu lugar para Christophe Galtier. Mesmo com a saída pelas portas do fundo, o argentino contou que não guarda sentimentos ruins do Paris Saint-Germain. 

Estou tranquilo, aceito as circunstâncias que tivemos que viver. Tudo terminou muito tarde, e é claro que está difícil no momento porque todos os projetos estão fechados. Eu me adapto às novas circunstâncias e sempre tenho em mente progredir e, acima de tudo, analisar tudo o que aconteceu nos últimos 18 meses no Paris Saint-Germain”, afirmou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!