Sportbuzz
Testeira
Futebol / PSG

PSG: Donnarumma nega atrito com Navas

Após especulações de atrito nos bastidores, Donnarumma se manifesta e nega desentendimento com Navas na briga pela titularidade no gol do Paris Saint-Germain

Redação Publicado em 04/01/2022, às 16h05

PSG: Donnarumma nega atrito com Navas - GettyImages
PSG: Donnarumma nega atrito com Navas - GettyImages

Contratado pelo PSG no início da temporada, o goleiro Donnarumma veio a público negar as especulações de que estaria em relação conflituosa com Kaylor Navas, companheiro de posição e com quem briga pela titularidade na equipe comandada por Mauricio Pochettino. O arqueiro italiano destacou que ambos são amigos e que competição é algo natural.

Competição é normal e Keylor Navas é meu amigo. Em Paris tenho mais pressão do que tinha em Milão. Estou num clube que quer vencer tudo. Isto é apenas o início. A minha ambição não mudou: É vencer, vencer e vencer”, disse Donnarumma, de 22 anos, ao portal “SportMediaset”.

Canal SportBuzz: 

O goleiro italiano foi contratado pelo Paris Saint-Germain em junho de 2021, logo após vencer a Eurocopa com a Seleção Italiana e ser eleito o craque da competição continental. Na temporada passada, foi escolhido como o melhor jogador da posição no campeonato de seu país, quando defendia o Milan.

Donnarumma chegou ao clube francês para disputar posição com o experiente Keylor Navas, que está no PSG desde 2019. Antes, o costarriquenho defendeu o Real Madrid e conquistou três títulos da Champions League pelos merengues. Froam três anos de titularidade na equipe espanhola.

Navas, goleiro do PSG (Crédito: GettyImages)

 

Na competição entre goleiros na atual temporada, Donnarumma entrou em campo 11 vezes, enquanto Navas foi titular em 16 partidas. O técnico do PSG tem apostado na rotação de goleiros. Na goleada por 4 a 0 sobre o Vannes, pela Copa da França, o italiano começou entre os onze iniciais.

Maldini quebra silêncio após saída de Donnarumma do Milan

Seis meses após a saída de Donnarumma do Milan, Paolo Maldini, diretor de futebol da equipe, quebrou o silêncio e falou sobre a saída do goleiro da equipe italiana. Rumando ao PSG, o goleiro italiano foi muito criticado pela torcida rossonera, que o chamou de mercenário, alegando que o jogador teria deixado o Milan pelo dinheiro proposto pelo clube francês.

"Em um mundo ideal, a única motivação de um jogador de futebol seria a paixão. Mas se seu objetivo é ascender socialmente e ganhar dinheiro para dar à sua família, essas também são motivações. Temos que entender e respeitar", falou.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!