Sportbuzz
Testeira
Futebol / LAMENTÁVEL!

Promessa brasileira acusa Barcelona de assédio moral

Gio Queiroz, do Barcelona, decidiu defender a Seleção Brasileira e garantiu que depois da escolha sobre assédio moral e psicológico no clube catalão

Redação Publicado em 29/03/2022, às 09h22

Gio Queiroz, promessa da Seleção Brasileira, fez fortes acusações contra o Barcelona - Thais Magalhães/CBF
Gio Queiroz, promessa da Seleção Brasileira, fez fortes acusações contra o Barcelona - Thais Magalhães/CBF

A ida para o Barcelona parece um sonho, mas para Gio Queiroz virou um pesadelo. A brasileira é uma das grandes promessas do futebol feminino nacional e com apenas 18 anos de idade se destacou com a camisa do Barça. No entanto, a sua passagem pelo clube espanhol se tornou um grande problema depois que a jogadora decidiu atuar pela Seleção Brasileira. 

Depois de fazer uma denúncia formal sobre o assédio moral e psicológico sofrido no Barcelona, Gio Queiroz decidiu vir a público e explicar a situação. De acordo com a atleta, os problemas começaram a aparecer depois que ela decidiu defender as cores da Seleção Brasileira. Segundo a nota divulgada pela mesma, o departamento médico do Barça a confinou ilegalmente após a sua decisão de defender as cores do Brasil. 

 

CANAL - SPORTBUZZ:

Primeiro recebi indicações de que jogar na seleção brasileira não seria o melhor para o meu futuro no clube. Apesar do desagradável e insistente assédio, não dei muita importância e atenção ao assunto", afirmou Gio Queiroz em nota divulgada em suas redes sociais. 

A denúncia mais grave da jogadora aconteceu em fevereiro de 2021. Na época, a jogadora foi convocada para defender a Seleção Brasileira nos Estados Unidos, mas acabou tendo contato próximo com uma pessoa que teve Covid-19. De acordo com ela, o clube vetou a sua saída para jogar pelo Brasil e Gio revelou que ficou confinada de maneira ilegal pelo departamento médico. 

Gio Queiroz em ação
Gio Queiroz tem apenas 18 anos e é uma das grandes promessas brasileiras no futebol (Crédito: Thaís Magalhães/CBF)

 

Achando a situação estranha, ela entrou em contato com o departamento de saúde da Catalunha, que assegurou a jogador que não existia a necessidade de seguir o protocolo. Sendo assim, ela viajou com o elenco da Seleção Brasileira e em seu retorno teve uma reunião com um diretor do Barcelona. O profissional teria ameaçado a atleta e colocado o seu futuro em cheque por ter viajado sem autorização. 

"Entrei em pânico. Temi por meu futuro. Havia participado das campanhas da Fundação Barça para a aprovação da lei de proteção de menores contra a violência e ao mesmo tempo, dentro do clube, estava totalmente desprotegida. Voltei para casa completamente arrasada. Chorei muitas vezes. Senti um enorme vazio. Não tinha força para lutar pelos meus direitos", finalizou. 

CONFIRA A CARTA ABERTA DE GIO QUEIROZ!


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!