Sportbuzz
Testeira
Futebol / SANTOS

Presidente nega erro médico e comenta possível venda de Marinho

Andres Rueda comentou situação do atacante, explicou recuperação de lesão e afirmou vender Marinho apenas por “proposta aceitável”

Redação Publicado em 09/09/2021, às 14h02 - Atualizado às 14h03

Presidente nega erro médico e comenta possível venda de Marinho - YouTube/ Santos TV
Presidente nega erro médico e comenta possível venda de Marinho - YouTube/ Santos TV

Durante a coletiva de apresentação do técnico Fábio Carille no Santos, o presidente Andres Rueda voltou a falar sobre a situação de Marinho.

Na última terça-feira, 7, o atacante afirmou que houve erro médico no processo de recuperação de lesão na coxa esquerda. O mandatário negou as alegações. Marinho não atua desde o fim de julho.

“Ele vinha de uma fibrose, fazia a transição, mas teve um hematoma na coxa esquerda. Hematoma, como é tratado? O primeiro procedimento é fazer uma pulsão, tentar chegar com uma agulha ao lugar com o sangue coagulado. Isso foi feito, procedimento normal, mas não deu o resultado esperado. A coxa não desinchou. Isso acontecendo, com todo apoio da diretoria e equipe médica, o Marinho foi levado para o Einstein em São Paulo, para ser atendido pelo principal médico nesta área”, explicou Rueda.

 

“Concordou com a punção, mas o volume do hematoma é alto e temos que fazer uma drenagem. Drenagem pode ser feita em consultório ou qualquer lugar, mas por ser um jogador de futebol, decidiu-se que seria em um centro cirúrgico. Ambiente controlado, sem infecção... Drenagem nada mais é que uma abertura, colocar o dreno e o dreno por capilaridade puxar o sangue. Isso foi feito, colocou-se os pontos e o processo de recuperação foi normal de drenagem. Fez a fisioterapia e está em um processo de readequação, treinando já, para poder jogar quando estiver 100% na parte técnica. O entendimento de erro médico não se aplica nesse caso”, completou.

Rueda ainda comentou sobre as consultas de Atlético-MG e Palmeiras pelo atacante, mas destacou que não houve propostas. Na última terça-feira, Marinho criticou a diretoria do Peixe por recusar as ofertas dos clubes brasileiros.

“Você tem conversa, consulta e proposta formal. O clube não teve nenhuma consulta em relação ao Atlético-MG. No caso do Palmeiras, o que houve foi uma troca de conversas. Ele recebeu propostas vindas dos Emirados Árabes, e se essa proposta atendesse ao que o Santos pedia, não íamos atrapalhar a carreira do Marinho. O sonho dele é ir para lá”, disse o presidente.

“Marinho se cobra muito. Foi mais um desabafo a entrevista. Não vi ele falando que precisa de jogadores para disputar títulos, até porque temos jogadores para disputar títulos. Comentou, sim, que vendemos alguns e não ele. É um desejo dele, não está mentindo. O desejo é de ir se chegar proposta dos Emirados árabes interessante para ele. Eu fui claro que, se chegar proposta interessante para o Santos, não haveria problema. Mas não chegou. Propostas feitas não atenderam o Santos. Vida que segue. Recebemos consultas todo dia. Propostas são mais raras. Mas o ambiente deles é bom, é querido por jogadores, nós e torcida. Conversa ontem foi muito boa, está esclarecido e logo mais começa a jogar e fazer gols. Confiamos muito nele, é uma de nossas estrelas”, continuou.

O Santos volta a campo para a partida contra o Bahia, no próximo sábado, 11, na Vila Belmiro, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time é o 14º colocado, com 22 pontos.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!