Sportbuzz
Testeira
Futebol / EXPLICOU!

Presidente do São Paulo quebra o silêncio sobre saída de Daniel Alves

Presidente do São Paulo deu todos os detalhes da rescisão de Daniel Alves com o Tricolor

Redação Publicado em 19/09/2021, às 21h07 - Atualizado às 21h23

Daniel Alves não é mais jogador do São Paulo - GettyImages
Daniel Alves não é mais jogador do São Paulo - GettyImages

A saída de Daniel Alves ainda não foi totalmente digerida por grande parte da torcida do São Paulo. O jogador, que conseguiu a sua rescisão com o Tricolor na última semana, ainda vai receber uma grande quantia do clube paulista e Julio Casares, presidente da equipe paulista, quebrou o silêncio em relação ao acordo que fez com o atleta. 

 

Em entrevista para a "Band", o dirigente do São Paulo fez questão de justificar o motivo do clube ter tido tal atitude com Daniel Alves. Além disso, Julio Casares contou como foi feito o plano para pagar os salários do ex-camisa 10 tricolor, mas o comprimento com os vencimentos do craque acabaram falhando em algumas oportunidades. 

O Daniel Alves é um grande jogador, um jogador internacional. Veio para o São Paulo com um salário completamente incompatível com a realidade do São Paulo e do futebol brasileiro. Na época, a diretoria anterior dizia que tinha dois projetos de marketing. Um interno e outro que externo, que pudessem subsidiar 60%, talvez 70% do salário. Isso não aconteceu, ficou impraticável essa sequência orçamentária”, afirmou. 

O presidente do São Paulo ainda seguiu dizendo que: "Às vezes, o torcedor não entende e diz: ‘Poxa, o Daniel precisa de uma liberação do São Paulo para ir até outro clube até o dia 24, por que fazer um acordo? Porque ele pode conseguir uma liminar na Justiça do Trabalho, vai para outro clube e entra com uma ação". 

"O que nós estamos pagando poderia ser três, quatro vezes mais se ele fosse para a justiça, com juros, honorários advocatícios, multas, correção monetária… O São Paulo foi responsável. Não posso colocar para os meus sucessores uma dívida desse tamanho, nós estamos arcando pensando na instituição”, completou. 

Utilizando Juanfran e Hernanes como exemplo, o presidente do São Paulo ainda finalizou a entrevista dando maiores detalhes sobre a rescisão de Daniel Alves. Julio Casares seguiu com o seu discurso de que o Tricolor foi responsável e evitou o que poderia ter sido uma dívida ainda maior. 

O contrato tinha várias modalidades de remuneração, mas a parte de CLT nós mantínhamos em dia e estávamos conversando. Mas o São Paulo fez um movimento que não fez só com o Daniel. O Hernanes, que também tinha um salário muito alto, também teve o contrato amigavelmente rescindido. O Juanfran também. Um jogador com rodagem internacional, tinha um salário incompatível. O São Paulo está fazendo um movimento para tirar de 2021, que foi um ano de muita agonia financeira, para que a gente entre em 2022 de forma saudável”, encerrou. 


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!