Sportbuzz
Testeira
Futebol / EITA!

Presidente do Benfica, responsável pela contratação de Jorge Jesus, é preso em Portugal; saiba mais!

Luis Filipe Vieira, mandatário do Benfica, e que convenceu Jorge Jesus a sair do Flamengo, está sendo acusado de corrupção

Redação Publicado em 07/07/2021, às 14h03

Presidente do Benfica, Luis Filipe Vieira, responsável pela contratação de Jorge Jesus - GettyImages
Presidente do Benfica, Luis Filipe Vieira, responsável pela contratação de Jorge Jesus - GettyImages

O presidente do Benfica, Luis Filipe Vieira, responsável pela contratação de Jorge Jesus, virou alvo de uma operação da polícia portuguesa, e foi preso nesta quarta-feira, 7, em Lisboa, Portugal.

Diversos veículos locais confirmaram que o mandatário foi levado pelos policiais para prestar depoimento. Além disso, indicaram que desde as primeiras horas do dia, a operação buscava documentos e outros elementos para investigação.

Segundo informações da "TVI", primeira a divulgar a notícia, o presidente do Benfica vai passar a noite na prisão e se apresente na quinta-feira, 8, a um juiz, que vai determinar se ele continua detido, ou se vai dar os demais esclarecimentos em liberdade.

Acontece que Luis Filipe Vieira estaria envolvido em um esquema de corrupção conjunta com o empresário José Antonio dos Santos, o maior acionista privado do Benfica, com 16,33% das ações do clube.

Sendo conhecido como o "Rei dos Frangos" em Portugal, o milionário é amigo pessoal do presidente do Benfica e durante esse tempo, teria sido beneficiado na venda de parte de suas ações ao próprio clube.

Dessa forma, o mandatário estaria envolvido em um esquema que teria feito o mesmo lucrar 11 milhões de euros, cerca de R$ 68,4 milhões, na venda das ações, feita por um total de 32 milhões de euros, aproximadamente R$ 198,9 milhões.

O negócio teria levantado suspeita na Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) e, desde então, a operação estaria sendo investigada, com o presidente se tornando alvo direto das suspeitas.

Assim, o Ministério Público português acredita que Vieira utilizou seu cargo de presidente para que o amigo pudesse lucrar diante do movimento do Benfica de tentar aumentar a fatia que pertence ao próprio clube entre o capital dividido pelos acionistas da Sociedade Anônima Desportiva (SAD).

O Benfica, que hoje tem 67% de sua SAD, quer chegar a 95%.

Além disso, a "TVI" afirma que, antes disso, o "Rei dos Frangos" teria recomprado uma dívida de 8 milhões de euros de Luis Filipe Vieira com um banco, impedindo assim, que ele fosse à falência em meio ao processo eleitoral no Benfica, no ano passado.

Inclusive, possíveis dívidas ativas poderiam impedir a candidatura de Vieira, que acabou sendo reeleito com 62,59% dos votos em outubro do ano passado.

Por conta disso, tanto o presidente como o empresário acabaram se tornando suspeitos de crimes como fraude ao Fundo de Resolução Bancária, fraude fiscal e lavagem de dinheiro.

O caso fez com que a pressão sobre Vieira aumentasse, já que, apesar de reeleito no ano passado, se tornou alvo dos protestos de torcedores nos últimos anos, justamente por outras investigações. 

Foi pelo mandato dele, inclusive, que Jorge Jesus teve sua primeira passagem pelo clube, entre 2009 e 2015, quando fez sucesso e levou o time rumo a três títulos do Campeonato Português, além de duas decisões na Liga Europa.

O mandatário também foi o responsável direto pelo retorno do treinador, no meio do ano passado, alguns meses depois de o Mister renovar seu contrato com o Flamengo


 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!