Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / ATAQUES A VINI JR.

Polícia prende sete suspeitos por atos racistas contra Vinicius Jr

A polícia espanhola prendeu os suspeitos de ataques contra o brasileiro Vinicius Jr., recorrente vítima de racismo na Espanha; episódios ocorreram em janeiro e maio deste ano

Gabriela Santos Publicado em 23/05/2023, às 08h51 - Atualizado em 25/05/2023, às 15h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Polícia prende sete suspeitos por atos racistas contra Vinicius Jr - GettyImages
Polícia prende sete suspeitos por atos racistas contra Vinicius Jr - GettyImages

Quatro suspeitos de terem pendurado um boneco com a camisa do brasileiro Vini Jr em uma ponte de Madri, na Espanha, foram presos na manhã desta terça-feira, 23. O ato ocorreu em janeiro deste ano, às vésperas do clássico entre Real Madrid e Atlético de Madrid, pelas quartas de final da Copa do Rey. O time merengue venceu a partida por 3 a 1, com um gol do camisa 20.

O boneco com o número do atacante do Real foi pendurado por torcedores do Atlético e sugeria um enforcamento do brasileiro. De acordo com a polícia, a ação prendeu quatro homens de 19, 21 23 e 24 anos, sendo três integrantes da torcida “Frente Atlético”.

A prisão dos quatro homens, suspeitos pelo ato em janeiro, foi realizada dois dias após o brasileiro ser novamente vítima de racismo na Espanha. Durante o duelo entre Real e Valencia, Vini Jr apontou para a torcida adversária e indicou ter sido chamado de “macaco”. A partida ficou paralisada por oito minutos. O atacante foi expulso nos minutos finais após confusão com o goleiro Mamardashvili.

Polícia espanhola detém suspeitos da torcida do Valencia

Poucas horas depois, a Polícia Nacional da Espanha anunciou que deteve outras três pessoas suspeitas de crimes de injúria racial e ódio contra Vinicius Jr. Os torcedores do Valencia foram identificados por proferir insultos racistas para o brasileiro.