Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » VISH!

Polêmica! Renato Gaúcho faz mistério sobre utilização de Kannemann no Grêmio: "Não vou expor ninguém"

Treinador foi muito questionado sobre a ausência do craque na Libertadores e suas recentes atuações

Redação Publicado em 21/12/2020, às 11h41 - Atualizado às 12h33

Kannemann e Renato Gaúcho em ação
Kannemann e Renato Gaúcho em ação - GettyImages

A goleada sofrida na Libertadores e a eliminação para o Santos, ainda repercutem fortemente nos bastidores do Grêmio. Após o 4 a 1 para o Peixe, o Tricolor voltou a campo no último sábado, 19, e sofreu para empatar com o Sport, na Ilha do Retiro, com um jogador a menos. 

Quem roubou a cena, mas do lado negativo, foi Walter Kannemann. O zagueiro foi expulso no início da segunda etapa e deixou os gaúchos em apuros no Brasileirão. Ainda sim, o defensor goza do prestígio de Renato Portaluppi, que saiu em defesa de seu jogador. 

No entanto, quando questionado sobre a ausência do argentino na partida contra o Santos, na última quarta-feira, 16, o técnico do Grêmio se mostrou incomodado. Renato Gaúcho preferiu adotar o silêncio e voltou a alfinetar os jornalistas presentes na coletiva. 

"Não vou chegar aqui e falar o porquê ele saiu no intervalo e não começou jogando. Não vou falar porque as pessoas gostam de atirar antes e depois perguntar. Tem informação que não vou expor ninguém. O mais importante é o que eu falo com os jogadores aqui dentro", disse.  

Ele ainda seguiu: "O que fico sentido é que as pessoas fora do clube acham que sabem mais do que quem convive com o jogador. É o problema de pessoas que acham que sabem mais, que tem uma informação diferente do que está acontecendo. Se o treinador não põe A ou B para jogar, é porque sabe o que está fazendo". 

Renato Gaúcho continuou comentando a ausência do craque contra o Santos e também destacou sua relação com Kannemann. Segundo Portaluppi, o zagueiro tem ótimo relacionamento com ele e também contou que o argentino é um de seus homens de confiança. 

"O Kannemann é querido por todo o grupo, um dos meus líderes, inclusive é capitão. Admiro bastante. Ds três pessoas que mais brinco no dia a dia, temos uma amizade muito boa. Um dos melhores profissionais com quem já trabalhei. Se saiu no intervalo e não jogou, tenho meus motivos. Mas procuro conversar com os jogadores. Sempre vou buscar melhor para o clube. Se não coloco determinado jogador, sei o que estou fazendo. Mas não chegam para vocês. Tem colegas que gostam de besteiras. Eles que fiquem com as besteiras e continuamos trabalhando", concluiu.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!