Sportbuzz
Testeira
Futebol / LUTO!

Pelé lamenta morte de Dorval: "Melhor ponta-direita da história"

Ídolo do Santos e parceiro de Pelé dentro de campo, Dorval morreu neste domingo, 26, aos 86 anos, depois de ficar internado na Casa de Saúde de Santos com um quadro clínico complicado

Redação Publicado em 26/12/2021, às 13h51

Pelé lamenta morte de Dorval - GettyImages
Pelé lamenta morte de Dorval - GettyImages

Neste domingo, 26, o Rei Pelé utilizou suas redes sociais para lamentar a morte do amigo e ex-atacante do Santos, Dorval. O ex-jogador jogou junto com o Rei na era de ouro do Peixe, onde os dois são considerados como grandes ídolos. Em seu texto, o atleta do século 20 classificou o amigo como sendo "O maior ponta-direita da história".

"Todos que amam futebol acordaram tristes hoje. Meu grande amigo, parceiro e o melhor ponta-direita da história, Dorval, se despediu de nós. O Santos perdeu um herói. O futebol perdeu um gênio. Descanse em paz, meu amigo", disse Pelé.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Pelé (@pele)

 

A assessoria de imprensa do Santos confirmou, através de uma nota oficial, a morte do ídolo da equipe da baixada. O velório vai acontecer no Salão de Mármore, na Vila Belmiro, em horário ainda a ser divulgado. Por conta da grande perda o clube decretou sete dias de luto oficial.

Confira a nota:

Dorval, ex-jogador do Santos que jogou ao lado de Pelé (Crédito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC/ Flickr)

 

"Um dos grandes ídolos do Santos FC, Dorval faleceu neste domingo (26). Aos 86 anos de idade, ele estava internado na Casa de Saúde de Santos com quadro clínico delicado, com muita tosse. A informação foi confirmada pela sobrinha do ex-jogador, Sandra, que o acompanhava. O velório será no Salão de Mármore, na Vila Belmiro, em horário a ser divulgado. O Clube decretou sete dias de luto.

Nascido em Porto Alegre, em 26 de fevereiro de 1935, Dorval Rodrigues chegou ao Santos em 1957 e foi considerado, por muitos o melhor ponta-direita da história do Clube. Nos anos 60 formou o Ataque dos Sonhos, ao lado Mengálvio, Coutinho Pelé e Pepe.

Entre suas conquistas, o bicampeonato da Libertadores e o bi mundial de 62 e 63, os brasileiros de 61, 62, 63, 64 e 65, e os paulistas de 58, 60, 61, 62, 64 e 65. Fez 612 jogos com a camisa do Santos, a quinta maior participação entre todos os jogadores, e marcou 194 gols, sendo o sexto maior artilheiro da história do Peixe", escreveu o clube.

O presidente Andres Rueda também lamentou a perda do ídolo eterno do Clube. "Dorval é um dos jogadores inesquecíveis, que ajudou a construir essa linda história do Santos. Merece todas as reverências por sua trajetória. O Santos perdeu um de seus maiores ídolos hoje", afirmou.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!