Sportbuzz
Testeira
Futebol / PESADO!

Principal parceiro do Cruzeiro não poupa palavras, faz críticas fortes e dispara: "Não vou ficar salgando carne podre"

Pedro Lourenço, empresário, perdeu a paciência e pediu mudança na diretoria do Cruzeiro

Redação Publicado em 02/10/2021, às 18h35

Patrocinador critica Cruzeiro e ameaça acabar com parceria - Flickr - Gustavo Aleixo / Cruzeiro
Patrocinador critica Cruzeiro e ameaça acabar com parceria - Flickr - Gustavo Aleixo / Cruzeiro

Afundado na pior crise da sua história, o Cruzeiro segue sofrendo na segunda divisão. Um clube que, até 2019, não sabia como era ficar fora da elite do futebol brasileiro, agora, se preocupa em permanecer na Série B.

Com 32 pontos somados em 27 rodadas, o Cruzeiro se encontra em uma situação muito desconfortável. Ocupando a 16ª colocação, a Raposa é a primeira equipe fora da zona de rebaixamento, com quatro pontos a mais que o Londrina.

Em entrevista dada à 'Rádio Itatiaia', Pedro Lourenço, empresário e principal parceiro financeiro da equipe, se posicionou e foi muito duro em suas críticas.

“Se não mudar muita coisa no Cruzeiro, não vai adiantar. Tem que mudar diretoria de futebol. Se não mudar, não tem meu apoio. Não vou ficar salgando carne podre”, comentou

O patrocinador destacou a falta de capacidade da diretoria do Cruzeiro. E deixou claro que a mudança tem que ser imediata. Confira trecho!

"Incompetência total da gestão do Cruzeiro. Eles não ouvem a gente, não ouvem. Se não tomar providências, vai ficar o resto da vida na Segundona. Tem que começar na segunda-feira (a mudança). Mudar, estruturar, limpar um monte de coisa que está errada no Cruzeiro", continuou.

Além disso, Pedro expôs alguns problemas internos na atual gestão, o que destacou ainda mais a crise administrativa que o clube vive.

"Ali tem um monte de gente à toa que não produz nada e recebe. Você tem meses de salários atrasados. Cozinheira com salário atrasado, segurança com salário atrasado, isso não se faz com o ser humano. Tem que mudar", disse.

Para finalizar, o empresário falou sobre a chegada de Vanderlei Luxemburgo, que exigiu que os pagamentos fossem feitos em dia. Pedro disse que comprou um patrocínio de 8 milhões de reais, mas não sabe dizer quem o clube pagou com tanto dinheiro.

"Quando foi falado com Vanderlei, ele exigiu salário em dia. Não só de jogador. Porque jogador não joga sozinho. E os caras que ganham mil? Dois mil? Três mil? Eu comprei um patrocínio de 2023. Cerca de R$ 8 milhões que era para acertar tudo. Foi feito o pagamento. Agora, quem pagou e quem não pagou eu não sei falar. Depois disso, o presidente não pagou nada", encerrou.

Agora, o Cruzeiro, além das dificuldades já conhecidas, pode perder o seu principal colaborador financeiro, o que acaba dificultando ainda mais a situação do clube. Neste domingo, 3, a Raposa enfrenta o Brasil de Pelotas, na 28ª rodada da competição.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!