Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » Recado a torcida

Palmeiras convoca coletiva para prestar contas: "A gente só é cobrado por contratação e resultado"

Felipão, Alexandre Mattos e Cícero Souza esclareceram diversos pontos relacionados ao clube

SportBuzz Digital Publicado em 29/08/2019, às 14h12

None
Felipão (Crédito: Getty Images)

A eliminação do Palmeiras na Libertadores para o Grêmio, na última terça feira, 27, ainda está quente dentro do clube alviverde.

Após anunciarem, na manhã desta quinta, 29, uma entrevista coletiva não programada com Felipão, Alexandre Mattos e Cícero Souza para prestarem esclarecimentos da eliminação, os rumores eram de que Felipão sairia do time.

Porém, logo no início, Mattos afirmou que mantém o treinador e que o contrato ainda está vigente. O diretor ainda se desculpou com a torcida por conta do mau resultado.

Em quase uma hora de entrevista, assuntos como a formação tática, repertório de jogadas e categorias de base foram abordados.

Felipão, para começar, comparou o Palmeiras com times grandes da Europa: "O Palmeiras não chegava há anos em umas quartas, semis. É um progresso, como com o Manchester City, o PSG, primeiro vão ganhando a experiência, a rotina da competição, com nós é exatamente assim."

O elenco do time foi bastante criticado por parte da torcida e chegaram a pedir a demissão de Mattos por contratações que não deram certo, citando os casos de Carlos Eduardo, Lucas Lima e Deyverson. Sobre isso, o dirigente respondeu:

"Eu não posso falar se falta elenco porque quem tem que dizer isso é o Felipão. Mas nós, na janela, não só mantemos o nosso elenco, como reforçamos, trouxemos peças novas. Às vezes as pessoas criticam que jogador 'A'  não está jogando e acham que ele não presta. Não contratamos só para o presente, mas também para o futuro."

As perguntas sobre a falta de repertório e os laterais na área irritaram Felipão, que respondeu: "Pede para o Grêmio não jogar a bola para fora. É uma jogada que todos os clubes fazem e, com a gente, leva algum perigo. Criamos chances reais de gol desta forma".

Mattos ainda respondeu perguntas sobre a categoria de base, que em 2018 conquistou campeonatos importantes. Ele foi questionado sobre o porquê de os  jogadores não serem melhores aproveitados com em outros clubes, como o próprio Grêmio: "Eu acho que isso é um processo. Pegamos em 2015, trabalhamos com o sub-15, sub-17, porque o sub-20 estava pronto. Agora estamos colhendo os frutos, como o Fernando, que foi vendido logo cedo, o Luan Cândido", justificou ele. 

"Às vezes a torcida vê um jogador na base que está destruindo e se questiona por não estar tendo chance no (time) principal. Por isso que emprestamos, para que ele tenha essa transição feita de uma forma correta. Fizemos com Veiga, com o Vitor Luiz, Thiago Martins e, agora, com o Artur, que está no Bahia e o (Arthur) Cabral, que foi para a Europa."

Cícero, em uma das poucas vezes em que falou, criticou os repórteres que cobram o Palmeiras: "A gente só é cobrado por contratação, por resultado. Não ligam para a infraestrutura, a modernidade de onde o Palmeiras treina. Se uma diretoria não contrata, é fracassada. Tem que ver a estrutura que entregamos também."

O próximo jogo do Palmeiras é contra o Flamengo, domingo, dia 1º de setembro, às 16h.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!