Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » VISH!

Pablo Marí se irrita com demissão de Domènec Torrent no Flamengo e tenta explicar má fase do clube

Atualmente no Arsenal, jogador passou pelo clube carioca em 2019 e foi campeão da Libertadores

Redação Publicado em 13/01/2021, às 14h24 - Atualizado às 15h19

Pablo Marí em ação pelo Flamengo
Pablo Marí em ação pelo Flamengo - GettyImages

Pablo Marí deixou o Flamengona última temporada e foi buscar novos desafios com a camisa do Arsenal, da Inglaterra. Mesmo de longe, o zagueiro continua acompanhando a equipe rubro-negra e demonstra muito carinho pelo clube no qual foi campeão brasileiro e da América. 

 

Em entrevista para a "ESPN Brasil", o jogador analisou as recentes trocas de técnico no clube carioca e se mostrou contra a demissão de Domènec Torrent. De acordo com o espanhol, é preciso confiar na filosofia proposta pelo treinador e dar tempo para que o trabalho frutifique. 

"Minha ideia de um treinador, e isso eu já disse muitas vezes, é que quando você como diretor de um clube contrata um treinador é porque a ideia desse treinador é a que você acredita ser a melhor para a equipe. Para mim, trocar muito rapidamente um treinador é algo que está completamente errado", disse. 

Além disso, o defensor seguiu comentando sobre a demissão de Dome e também a contratação de Rogério Ceni. Mesmo não o conhecendo, Marí deixou claro que confia no trabalho da atual diretoria rubro-negra e torce para que o treinador se encaixe com a filosofia do clube carioca. 

"Acredito que quando você dá confiança ao treinador tem que dar completamente. Esse técnico precisa de tempo, tempo para conhecer os jogadores, para adaptar sua ideia à equipe, a equipe tem que entender o que pede o treinador, e isso precisa de um processo de tempo", afirmou.

Ele ainda continuou: "Não vai ser em dois dias, nem um mês nem dois, precisa de tempo. Pessoalmente não conheço o Rogério, mas acredito que se Marcos Braz, Landim e Spindel o escolheram é porque confiam nele, que é o melhor para o Flamengo. Então, se o fizeram, é porque é a decisão mais correta". 

Por fim, Pablo Marí também tentou o explicar a má fase que o clube vive na temporada e a queda que teve em relação a temporada de 2019. O zagueiro fez questão de dizer que as saídas de algumas peças não foram o suficiente para que o elenco ficasse mais fraco. 

"Não é fácil, depois de ganhar tudo, seguir no mesmo nível. Não é fácil, porque muitas vezes quando você consegue algo tão grande em tão pouco tempo, é porque a situação se deu para ser assim. Praticamente são os mesmos jogadores do ano passado (2019), com as mesmas vontades, os mesmos pensamentos, as mesmas emoções, é o mesmo", destacou. 

Ele ainda concluiu: "Simplesmente são duas peças que não estão mais, não é o suficiente para que mude tudo tão radicalmente, simplesmente que é muito difícil manter o nível de todo mundo. Sigo acreditando neste time, no Flamengo, sigo acreditando no estafe, no diretor esportivo, no diretor geral, no presidente Landim. Sei que eles vão mudar esta situação, sei que não está sendo fácil para o Flamengo, mas estou certo de que vão melhorar".


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!