Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » NA INAUGURAÇÃO

No primeiro dia de vendas do novo uniforme, torcida do Cruzeiro faz apelo para fornecedora

As camisas foram disponibilizadas nas lojas do clube e bateu recordes de vendas no aniversário do clube de 99 anos

Marcello Sapio Publicado em 02/01/2020, às 17h28

Torcida foi às redes pedir renegociação de contrato com a forncedora
Torcida foi às redes pedir renegociação de contrato com a forncedora - Divulgação Twitter

O ano do Cruzeiro será de bastante luta. Com uma grave crise financeira e, pela primeira vez, na Série B do Brasileiro, o time não tem muitos motivos para comemorar.

Porém, nesta quinta-feira, 2, em pleno aniversário de 99 anos da equipe, a torcida deu um sinal positivo para o Celeste.

O dia marcou, também, o primeiro dia de vendas do novo uniforme do Cruzeiro, assinado pela marca alemã Adidas. Os torcedores fizeram fila (literalmente) nas lojas oficiais do clube para garantir o novo "manto".

Torcida faz fila para comprar nova camisa (Crédito: Reprodução Twitter)

 

A procura foi tanta que, segundo o jornalista Samuel Venâncio, da rádio Itatiaia, bateram recorde de vendas, superando as finais da Copa do Brasil de 2017 e 2018.

A aprovação em relação aos novos modelos foi tanta que a torcida decidiu ir às redes e subiu a hashtag "Renegocia Adidas", em uma alusão ao contrato que fora assinado entre as partes.

Torcida faz fila para comprar nova camisa (Crédito: Reprodução Twitter)

 

VEJA ALGUNS TWEETS DA TORCIDA

 

ENTENDA O CASO

Logo após o anúncio do acerto com a Adidas, foi revelado os termos do acordo e desagradou boa parte da cúpula cruzeirense, que assumiu após a renúncia de Wagner Pires de Sá.

No contrato assinado, o Cruzeiro só começaria a receber royalties após uma quantidade de 180 mil camisas fossem vendidas. O recorde atual do time é 120 mil.

Além disso, o valor que a marca pagou ao Cruzeiro para a assinatura foi cerca de R$2,5 milhões, que já foram adiantados.

Outro fator seria que o enxoval teria que ser bancado pelo Cruzeiro, e não dado pela fornecedora, como é o usual no Brasil.

Ou seja, toda vez que o Cruzeiro entrasse em campo, independentemente do campeonato, o uniforme teria um custo. Cada peça seria cobrada e o valor seria abatido dos royalties que o clube fosse receber pela venda de produtos da sua marca.

Para conseguir cumprir com toda demanda de todas as suas equipes, incluindo treinos, concentração, jogos e viagens, o Cruzeiro deveria gastar entre R$ 1,5 milhão e R$ 2 milhões somente em material. O clube receberia as camisas com preço de custo e não no valor final para o consumidor. 

Uma das alternativas, que já foi falada pela diretoria, seria a criação de uma marca própria, como alguns clubes, principalmente no nordeste, já fizeram.


5 itens que todo torcedor do Cruzeiro precisa ter

 

1- Almanaque do cruzeiro - https://amzn.to/2MZbr9J

2- Caneca Gel Cruzeiro Escudo - https://amzn.to/32FNYBe

3- Camisa Umbro Cruzeiro Oficial 1 2019 - https://amzn.to/2W7ZAKM

4- Conjunto 4 Copos Dose Olé - Cruzeiro Escudos - https://amzn.to/2W6hAFd

5- Boné Aba Reta Cruzeiro - https://amzn.to/33PPcK2

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, o SportBuzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!