Sportbuzz
Testeira
Futebol / EXPLICANDO

Mohamed descarta polêmica com pênalti de Echaporã: "Jogador jovem"

Treinador do Atlético-MG, Mohamed ainda explicou as alterações que fez no time, que resultaram na goleada diante do Uberlândia

Redação Publicado em 03/02/2022, às 07h11

Mohamed, treinador do Atlético-MG em campo - Pedro Souza/Atlético/Flickr
Mohamed, treinador do Atlético-MG em campo - Pedro Souza/Atlético/Flickr

Na noite desta quarta-feira, 2, o Atlético-MG goleou o Uberlândia por 4 a 0 em partida válida pelo Campeonato Mineiro. Utilizando muitas ligações diretas, a equipe conseguiu o primeiro gol do jogo, logo aos 2 minutos, com Eduardo Sasha. Essa foi uma mudança tática de Mohamed mais considerável, com relação ao padrão visto no último fim de semana, contra o Tombense.

Segundo o próprio treinador, essa alteração na forma de jogo do Atlético-MG também é momentânea, já que ela só foi proposta por ele aos atletas depois que uma análise específica do adversário em questão foi feita, podendo ter a tática ajustada especificamente para enfrentar o Uberlândia, e naquele momento.

Canal - SportBuzz

"Hoje, fizemos estudo do rival e sabíamos que a bola direta nas costas da zaga daria danos ao Uberlândia. Foi uma estratégia. Ao primeiro minuto de jogo, fizemos o gol. Sabemos que a melhor qualidade da equipe é o controle de bola. O campo estava com água, e buscamos a bola longa como alternativas. Mas sabemos que a nossa maior tendência é de ter a bola curta", explicou o treinador.

Inclusive, nesta quarta Mohamed completou seu terceiro jogo no comando do Atlético-MG desde que chegou no clube, e contou que aos poucos está conhecendo os jogadores e se adaptando ao estilo de cada um deles. Assim, as ideias que têm para o time vão crescendo aos poucos, a medida que vai entendendo melhor como funciona o elenco.

Jogadores do Atlético-MG comemorando o gol após alteração de Mohamed
Jogadores do Atlético-MG comemorando o gol após alteração de Mohamed (Crédito: Pedro Souza/Atlético/Flickr)

 

"Algumas ideias vão entrando aos poucos. Vamos agregando situações aos fatores bons que a equipe tem. Hoje criamos danos em bolas largas, na direita, para poder ganhar as costas da defesa e conseguimos alguns gols. E depois o time teve um bom jogo curto também", contou.

Mohamed também falou sobre a polêmica com o pênalti de Echaporã. Acontece que aos 33 minutos do segundo tempo, Ademir saiu em disparada em direção ao gol do Uberlândia. Nesse caminho acabou sofrendo o pênalti, e imediatamente buscou a bola para fazer a cobrança. Só que depois de uma leve discussão, quem foi para a cobrança foi Echaporã, que acabou perdendo.

"Isso é uma situação que os companheiros deixaram o Echaporã bater. É jogador jovem, estava com confiança. Não houve nenhum problema. Falhar é parte do jogo. Não é problema. O mais importante é que ele se recupere e fique mais forte para o que venha pela frente", disse Mohamed.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!