Sportbuzz
Testeira
Futebol / SERÁ?

Mecenas Tricolor? Bilionário brasileiro revela se investiria no São Paulo: "Gosto de escalar time e não deixam"

Um investimento vindo de fora seria o ideal para que o São Paulo pudesse equilibrar as contas e fazer contratações

Redação Publicado em 24/09/2021, às 14h11

Bandeirão do São Paulo em frente ao Morumbi - GettyImages
Bandeirão do São Paulo em frente ao Morumbi - GettyImages

Seguindo os passos do Atlético-MG, que conta com um mecenas para investir, e injetar dinheiro no clube, essa possibilidade passou a ser pensada para implementar no São Paulo, e o nome desse investidor, bilionário, diga-se de passagem, até já foi escolhido.

No entanto, não deu nem tempo de o torcedor sonhar em ter as contas e dia e poder contar com contratações de peso. Isso porque Abílio Diniz, dono de uma das maiores fortunas do país, deixou claro novamente que não tem nenhuma intenção de entrar no mundo do futebol.

Segundo a edição 2021 da revista Forbes, o empresário possui uma riqueza estimada em R$ 15,6 bilhões, mas nem mesmo seu fanatismo pelo São Paulo, ou por ser um dos nomes mais ativos na política do clube o convencem a injetar dinheiro no Tricolor.

Mesmo vivendo um momento turbulento com os cofres do clube, o que levou o presidente Julio Casares falar em "agonia financeira" nesta temporada, Abílio Diniz garantiu que não se vê como um investidor para aportes de dinheiro que "resolveria a vida" do clube.

"Tenho um envolvimento com o São Paulo, ajudei a eleger o Julio Casares. Agora, não ponho dinheiro no São Paulo de jeito nenhum. Primeiro porque estaria comprando um lugar no São Paulo e não faço isso de jeito nenhum", explicou o empresário em entrevista ao "Flow Podcast".

"O São Paulo é uma empresa. Foi muito bem tocado durante anos, tinha dinheiro para tudo. Por que de repente descambou e está sem dinheiro? Tem que voltar a ser profissional", completou.

Pelo lado do Atlético-MG, Rubens Menin é dono de uma fortuna estimada em R$ 18,9 bilhões, ainda segundo a revista "Forbes", e está se destacando pelo investimento feito no futebol do Atlético-MG.

Neste ano, a equipe mineira está brigando pelos títulos do Campeonato Brasileiro, da Conmebol Libertadores e da Copa do Brasil.

Para o ex-presidente Conselho de Administração da BRF, a ajuda para a eleição de Julio Casares foi o limite que chegou com sua influência dentro do São Paulo.

"Hoje existem leis para fazer clube-empresas, como é na Europa. Eu defendo isso. Agora ficar pensando no que fazer, eu admiro os empresários que fazem isso, não é o caminho que escolhi. Tenho ajudado muito o São Paulo, ajudei o Julio colocando um pouco de grana e ponto, acabou minha função", falou Diniz brincando sobre o papel que gostaria de ter.

"A única coisa que gosto de fazer é escalar o time, e eles não deixam", finalizou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!