Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » DESABAFO

“Me apavora a possibilidade dele ser ídolo de uma criança”, diz mãe de Elisa Samúdio sobre goleiro Bruno

Sônia Samúdio desabafou sobre o retorno do goleiro aos gramados após o assassinato de sua filha

Pedro Ungheria Publicado em 07/10/2019, às 12h21

Mãe de Elisa Samúdio desabafou sobre contratação do goleiro Bruno no Poços de Caldas FC
Mãe de Elisa Samúdio desabafou sobre contratação do goleiro Bruno no Poços de Caldas FC - Transmissão TV Globo

O retorno do goleiro Bruno para os gramados está dando o que falar! Após ter sido apresentado como o novo reforço do Poços de Caldas FC, o atleta teve seu nome fortemente nos holofotes das mídias.

Em entrevista para o portal BHAZ, Sônia Samúdio, mãe de Elisa Samúdio, comentou sobre o que pensa da oportunidade que Bruno está recebendo do clube mineiro. Visivelmente incomodada, a senhora disse que não é contra a ressocialização, porém, fica assustada de saber que ele pode ser ídolo de uma criança.

“Acho que ele deveria trabalhar, sim, mas numa outra profissão, onde não trabalhe com pessoas. O cenário, hoje, o transforma em ídolo, não em um reeducando condenado por crime hediondo. Me apavora a possibilidade dele ser o ídolo de uma criança, por exemplo”, disse Sônia.

Ainda no assunto, ela chegou a falar um pouco sobre o que sente por parte da justiça, tendo em vista que Bruno segue cumprindo pena em regime semiaberto pelo homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado do filho, Bruninho.

“Eu sinto revolta com a Justiça, com as brechas que a lei apresenta. Algumas pessoas o defendem na internet: ‘ele já pagou pelo erro’. Erro? Ele cometeu um assassinato e isso não pode ser banalizado. Não acredito no arrependimento dele. Ele nunca se mostrou arrependido. Basta ver a forma como toca a vida. Minha filha, eu não sei onde está o corpo. A Justiça deveria buscar isso dele. Ele parece estar feliz com a vida que tem. Eu perdi uma filha e meu neto, a mãe”, pontuou a senhora.

Por fim, Sônia disse que procura não cultivar um sentimento negativo em seu neto, filho de Bruno.

“Ele já sabia que o pai estava preso. Ficou muito magoado com tudo. Fez muitos questionamentos. Hoje ele tem 9 anos, conhece a própria história, faz acompanhamento psicológico. Tento mostrar o lado bom da vida pra ele e explicar que nada justifica a violência. Que ele não use de violência pra nada. Ele é criança amável”, reforçou.

Sônia com o neto, Bruninho ( Arquivo pessoal/Sônia Samúdio)

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!