Sportbuzz
Testeira
Futebol / ESCLARECENDO!

Marcos Braz admite que Flamengo jogou mal, e revela se Renato Gaúcho voltou a entregar o cargo

Marcos Braz, vice de futebol do Flamengo ainda comentou sobre a polêmica com a atuação da arbitragem, e a postura de Renato Gaúcho depois do empate contra a Chapecoense

Redação Publicado em 09/11/2021, às 11h16

Marcos Braz, vice de futebol do Flamengo comentando sobre Renato Gaúcho - Transmissão Youtube/Fla TV
Marcos Braz, vice de futebol do Flamengo comentando sobre Renato Gaúcho - Transmissão Youtube/Fla TV

Após o polêmico empate em 2 a 2 com a lanterna da competição, a Chapecoense, o vice de futebol do Flamengo, Marcos Braz falou sobre a atuação da equipe, reconhecendo que o time não jogou tão bem como deveria, e ainda revelou se Renato Gaúcho voltou a entregar o cargo de treinador, como havia feito na última oportunidade.

"É mentira. Não teve nem próximo disso. A gente demorou bastante lá, porque tem um protocolo de voo. Você não pode marcar um voo de retorno logo após a partida, porque pode acontecer problema de falta de energia, pode acontecer algumas situações que a gente, por questões de segurança, estende quase duas horas a marcação de qualquer protocolo", disse Braz ao ser perguntado sobre o cargo de Renato Gaúcho.

 

Além disso, o diretor da equipe Rubro-negra criticou duramente o desempenho do time comandado por Renato nas últimas partidas, e detonou a arbitragem da partida em Chapecó.

"Flamengo não foi bem no jogo, não vem bem tecnicamente. Mas isso não tem nada a ver com a arbitragem. São erros que dão medo. No lance do Gabigol, por exemplo, ele estava bem atrás (linha de meio-campo), dentro do campo dele. Quer dizer… são erros primários. Não tem nem o que falar. E aí você junta isso com o Flamengo que não vem bem tecnicamente, as coisas não vêm acontecendo. Isso faz parte, quer dizer: não deveria fazer parte, mas é o que está acontecendo. E aí… erros de arbitragem. Não dá nem para falar, chega a ser ruim, chato", disse antes de completar.

"Por que botar um trio de arbitragem que não tem experiência? Para quê? Você vai e coloca um trio de arbitragem experiente, com um árbitro experiente, num jogo de um time que está disputando, de outro time que também tem possibilidade de título e você vem com (inaudível) que não precisa. A comissão de arbitragem não precisa assumir esse risco. Assumiu e mais uma vez o Flamengo sai prejudicado. Não tem choro, mas chega uma hora que não tem como não falar", concluiu.

Mesmo com o empate, o Flamengo se manteve longe 11 pontos atrás do líder Atlético-MG. Agora, o time Rubro-Negro volta a campo já nesta quinta-feira, 11, às 19h (horário de Brasília), em casa contra o Bahia, pelo Brasileirão, e tem nas mãos a chance de mostrar para o torcedor que tudo não passou de uma queda de rendimento.

"Situação é difícil, mas não é impossível. No fim do mês teremos uma final de Libertadores. Ainda temos muita coisa para disputar até o fim da temporada", apontou o dirigente.

"Precisamos ajustar para essa reta final. A gente trabalha para sanear os problemas. Temos que ter calma e força. A torcida está chateada porque o Flamengo não vem jogando o futebol esperado para o fim de temporada e perto de um jogo tão importante como uma final de Libertadores", finalizou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!