Sportbuzz
Testeira
Futebol / PERDEU A CABEÇA!

Em empate polêmico entre Cruzeiro e Operário, Luxemburgo dispara contra arbitragem: "Você é safado!"

No empate em 1 a 1 contra o Operário, o Cruzeiro reclamou muito da atuação da arbitragem

Redação Publicado em 17/09/2021, às 09h12

Cruzeiro reclamou muito da arbitragem em partida contra o Operário - Flickr - Bruno Haddad/Cruzeiro
Cruzeiro reclamou muito da arbitragem em partida contra o Operário - Flickr - Bruno Haddad/Cruzeiro

Nesta quinta-feira, 16, o Cruzeiro recebeu o Operário em partida válida pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro e ficou no empate em 1 a 1. Jogando dentro de casa, o Cabuloso ditou o ritmo, teve as melhores ações, e até marcou o segundo gol, mas que foi anulado pelo árbitro e gerou muita polêmica.

Com 59% de posse de bola e 16 finalizações durante a partida, a equipe mineira buscou a vitória a todo o tempo para tentar escapar de perto da zona do rebaixamento. Para isso, o clube precisava do triunfo e, aos 17 minutos do primeiro tempo, já abriu o placar com Claudinho.

Após o gol, o Cruzeiro continuou tentando, mas quem balançou as redes foi o Operário, com um pênalti bizarro da equipe mineira. No lance, Eduardo Brock atingiu as costas de Djalma Silva com o pé. Na cobrança, Paulo Sérgio foi com calma e deslocou Fábio e empatou o jogo.

O Cabuloso pressionou, criou e finalizou muito, mas parou em grande atuação de Simão, goleiro adversário. Aos 52 minutos da segunda etapa, Marcelo Moreno aproveitou passe próximo à marca do pênalti e fuzilou para colocar a Raposa na frente de novo, mas o gol foi anulado por toque no braço de Marco Antônio.

A reviravolta gerou muita revolta pelo lado cruzeirense, que reclamou muito da atuação da arbitragem no lance. Após a partida, o juiz Rodrigo Dalonso Ferreira explicou a expulsão de Vanderlei Luxemburgo e relatou as reclamações e até xingamentos recebidos do técnico.

Confira!

"Expulso por, invadir o campo de jogo e partir para cima do quarto árbitro e, com o dedo em riste, proferir as seguintes palavras: 'Você já veio mal intencionado, desde o começo! Quem deveria ser expulso é você! Você é safado! Vocês não têm que checar nada. A imagem é inconclusiva. Já falou na tv'.

O mesmo ainda se negou a sair de campo, dizendo que só sairia com a polícia. Sendo assim, foi solicitado a intervenção policial, que se aproximou, solicitando que o referido treinador saísse de campo. Após o término da partida, o mesmo, retornou ao campo de jogo, aguardando nossa saída, reclamando e apontando em nossa direção, proferiu as seguintes palavras: "É isso que vocês queriam!", relatou o árbitro.

Com o cartão vermelho, o treinador da Raposa não estará na área técnica na partida contra o Vasco, além de poder ser julgado pelo STJD onde, se fosse acusado, pegará ainda mais jogos de gancho.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!