Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » LUTO

Relembre alguns dos ícones do esporte que nos deixaram em 2020

Tragédias, causas naturais e coronavírus foram os principais motivos que abalaram o mundo do esporte

Redação Publicado em 01/01/2021, às 10h00

Falecimentos de 2020
Falecimentos de 2020 - Getty Images

O ano de 2020 com certeza entrará para a história, mas da pior maneira possível. Tragédias e a pandemia do novo Coronavírus tiraram as vidas de diversos ídolos do esporte, mas que sempre serão lembrados.

Kobe Bryant e Gianna Bryant  - 26 de janeiro

O ídolo do basquete e a filha faleceram na queda de um helicóptero nos arredores de Calabasas, no sul da Califórnia. Junto com eles estavam mais oito pessoas na aeronave.

Jair Marinho - 07 de março

O ex-jogador do Fluminense e da Seleção Brasileira sofreu uma parada cardiorrespiratória e internou o dia 14 de fevereiro. Um AVC sofrido dias depois agravou o estado de saúde de Jair Marinho, que não resistiu.

Francisco Garcia - 15 de março 

O técnico das categorias de base do Atlético Portada Alta, da Espanha, morreu em decorrência do Coronavírus. O jovem de 21 precisou ser internado em um hospital em Málaga após testar positivo para a doença. Francisco Garcia é considerado um dos primeiros nomes do esporte a falecer pelo COVID-19.

Roger Mayweather - 17 de março

O tio e treinador do ex-boxeador norte-americano Floyd Mayweather lutava contra a diabetes desde 2016.

Lorenzo Sanz - 21 de março

O ex-presidente do Real Madrid faleceu por complicações causadas pelo Coronavírus aos 76 anos.

Goyo Benito - 2 de abril

O ex-zagueiro de 73 anos e ídolo do Real Madrid também foi uma das vítimas do COVID-19.

Norman Hunter - 17 de abril

O ex-zagueiro da Seleção da Inglaterra e campeão mundial em 1966 faleceu aos 76 anos após testar positivo para Coronavírus.

Gerson Victalino - 29 de abril

Uma das maiores lendas do basquete brasileiro morreu aos 60 anos em decorrência de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA). A doença havia sido diagnosticada no fim de 2019.

Jorginho - 4 de maio

O massagista do Flamengo faleceu vítima do novo Coronavírus. Aos 68 anos, ele sofreu uma parada cardiorrespiratória em um hospital na Ilha do Governador.

Brito Cunha - 5 de maio

O responsável por comandar a Seleção Brasileira de Basquete na conquista do Bronze Olímpico nos Jogos de 1964, faleceu aos 94 anos de idade. A causa da morte de Brito não foi divulgada.

Vadão - 25 de maio

O ex-treinador da Seleção Brasileira Feminina faleceu aos 63 anos vítima de um câncer.

Jack Charlton - 10 de julho

Lenda do futebol britânico e campeão da Copa do Mundo de 1966 lutava contra um linfoma e sofria de demência e faleceu aos 85 anos.

Eduardo Silva - 16 de setembro

O preparador físico fazia parte da comissão técnica de Mano Menezes e faleceu aos 49 anos vítima de um aneurisma cerebral.

Ray Clemence - 16 de novembro

O ex-jogador e multicampeão pelo Liverpool, Tottenham e Seleção da Inglaterra não resistiu ao tratamento contra um câncer de próstata, diagnosticado em 2005, e faleceu aos 72 anos.

Diego Maradona - 25 de novembro

O ex-jogador e ídolo do futebol argentino morreu aos 60 anos após sofrer uma parada cardiorrespiratória.

Papa Bouba Diop - 29 de novembro

O ex-volante senegalês, autor do primeiro gol da Copa do Mundo de 2002, faleceu aos 42 anos. Papa Bouba Diop sofria da Doença de Charcot, síndrome degenerativa nervosa que enfraquece músculos e diminui a sensibilidade nas mãos, braços e pernas.

Alejandro Sabella - 8 de dezembro

O ex-treinador da Seleção da Argentina faleceu depois de sofrer com complicações da internação por conta de uma grave doença cardíaca, que o acometia desde 2015. O quadro de saúde de Sabella piorou justamente após a morte de Maradona.

Paolo Rossi - 9 de dezembro

O campeão do Mundo com a Seleção Italiana e carrasco do Brasil em 1982 morreu aos 64 anos.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!