Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Futebol / VAI SAIR?

Luís Castro abre o jogo sobre possibilidade de demissão do Botafogo

Luís Castro, treinador do Botafogo, comentou sobre o momento que vive no clube carioca e falou sobre possibilidades de demissão da equipe

Redação Publicado em 10/06/2022, às 09h24

Luís Castro fala sobre possibilidade de demissão do Botafogo - Crédito: Flickr - Vitor Silva/Botafogo
Luís Castro fala sobre possibilidade de demissão do Botafogo - Crédito: Flickr - Vitor Silva/Botafogo

Após a goleada sofrida contra o Palmeiras no Allianz Parque, Luís Castro foi muito direto em seu posicionamento em relação ao atual momento do Botafogo. Com muitas dificuldades na partida, o Glorioso foi dominado fora de casa e acabou perdendo por 4 a 0 e se complicou na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro.

Comentando sobre a derrota, o treinador português admitiu a superioridade Alviverde na partida. Alegando muitas dificuldades apresentadas pelo Verdão durante a partida, o Luís reconheceu que sua equipe não soube se adaptar à partida, o que dificultou a missão de parar a equipe paulista.

CANAL - SPORTBUZZ

"O Palmeiras foi melhor que nós em tudo. Atacando, defendendo e nas bolas paradas foi sempre melhor ao longo do jogo. Foi sempre uma equipe mais intensa e ganhou muito mais duelos que nós. Criou sempre dificuldades. Estivemos muito mal posicionados principalmente na primeira parte. Nunca estivemos equilibrados e sofremos com isso. E isso foi motivado fundamentalmente com a intensidade com que o Palmeiras deu ao jogo e nossa não adaptação ao que era o jogo", analisou.

Após a derrota, o Botafogo estagnou na tabela e agora é o 15º colocado com um ponto à frente do Cuiabá, que é o primeiro time da zona de rebaixamento. Pensando no pior cenário possível, o treinador comentou sobre a possibilidade de demissão da equipe rubro-negra e se mostrou muito tranquilo caso precise deixar o clube.

Botafogo perde para o Palmeiras
Botafogo perde para o Palmeiras e se complica no Brasileirão - Crédito: Flickr (Vitor Silva/Botafogo)

"Não está posto em caso sobre aquilo que é nosso trabalho e aquilo que devemos fazer com nossa equipe. Mas está em caso em termos de resultados. Mas se os resultados não aconteceram, como não estão acontecendo, (demissão) é o que me espera. No futebol não há diferentes formas de olhar para as instituições. Se eu não ganhar, tenho que sair e entrar outro no meu lugar. Não há meios termos nisso, não há nada escondido. O pior na vida é não sermos claros naquilo que fazemos todos os dias", destacou o  treinador.

Contudo, mesmo sabendo da possibilidade de demissão, o treinador foi claro ao apresentar a realidade do clube. O treinador revelou que quando as coisas estiverem caminhando para um caminho errado, ele seria o primeiro a sair, mas pediu calma para as expectativas relacionadas ao clube nesta temporada.

"Hoje não conseguimos ganhar duelos, jogar para frente... o dia que a equipe não for digna, o primeiro a sair sou eu. Até hoje, no futebol mundial, não existe um time que tenha sido campeão da Série B para a A. As expectativas estão diretamente ligadas às frustrações. Temos que ter consciência do caminho do projeto do Botafogo", esclareceu o treinador.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!