Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Futebol / EITA!

Sport: Lisca rasga o verbo sobre polêmica e dispara contra presidente

Lisca revelou que fez o pagamento da rescisão contratual do seu próprio bolso e que foi sim informado sobre o interesse do Santos, mas que não iria negociar de cara

Redação Publicado em 19/07/2022, às 22h35 - Atualizado às 22h50

Lisca, treinador de futebol - Reprodução/Instagram
Lisca, treinador de futebol - Reprodução/Instagram

Lisca está vendo seu nome cada vez mais inflamado para ocupar o cargo de treinador do Santos - o que deve acontecer em breve. Porém, esse processo conta com uma polêmica complicada com o Sport, seus diretores e torcedores. Em entrevista ao site "GE", o técnico, que agora está oficialmente fora da equipe de Recife, rasgou o verbo sobre toda a situação.

Lisca lamentou a forma como deixou o clube pernambucano, onde ficou no comando em apenas quatro jogos, e revelou que só passou a negociar com o Peixe e informar a diretoria do Leão após o empate por 0 a 0 diante do Vila Nova, na Ilha do Retiro, pela Série B. De acordo com ele, essa decisão foi tomada "para não atrapalhar a preparação para o jogo".

Canal - SportBuzz

O treinador ainda revelou que pagou do próprio bolso a multa rescisória de R$ 150 mil. Segundo ele, o seu empresário, Jorge Machado, falou no domingo sobre o interesse do Santos em contratá-lo. No entanto, mas qualquer conversa para um acerto só aconteceria depois da partida do Sport, mas com o vazamento da notícia antes do jogo, "a situação saiu do controle".

"Noticiaram que eu já estava acertado com o Santos o que era uma grande mentira. Meu empresário recebeu o chamado do Santos no domingo e me falou. Eu disse para ele juntar todas as informações, mas só me passar depois do jogo (contra o Vila Nova). Se o Santos aceitasse minhas condições seria depois do jogo. A minha ideia era essa para não atrapalhar o Sport", disse.

Lisca durante a entrevista coletiva pelo Sport
Lisca durante a entrevista coletiva pelo Sport (Crédito: Transmissão/Youtube/Sport)

"Tanto que só depois da partida eu falei com o presidente Yuri (Romão) e pedi minha rescisão. Perguntei se ele iria me liberar da multa. Como não liberou eu paguei, do meu bolso, os R$ 150 mil. Os jogadores também não sabiam de nada. A preparação do jogo tinha sido do c....", comentou o treinador sobre a forma como a notícia se espalhou.

Com a notícia de um acerto com o Santos, o treinador passou a ser hostilizado pela torcida do Sport. Ele foi alvo de xingamentos, gritos de "mercenário" e até mesmo foi atingido com um copo de cerveja. De acordo com ele, as filhas e a esposa, que estavam no estádio para acompanhar a partida, também foram hostilizadas.

"Foi chato. As minhas filhas e minha esposa tiveram que sair acuadas, chorando. De repente o estádio virou contra mim e eu não entendi nada. Já que eu não tinha acertado nada com o Santos antes do jogo. Ficou uma situação insustentável. Mesmo que eu não tivesse acertado com o Santos eu sairia do Sport", contou.

Rebateu

Antes de finalizar, Lisca fez questão de negar a versão dada pelo presidente do Sport, Yuri Romão, que teria criado toda uma situação para forçar o Sport demitir o comandante. O técnico se mostrou indignado com a acusação de que ele teria até mesmo contratado as pessoas para hostilizá-lo de propósito e poder sair do clube.

"Coitado do presidente do Sport. Então eu contratei os caras para jogarem cerveja em mim, para me xingarem e fazer todo o coro contra mim e acuar a minha família? De onde ele tirou isso? Eu paguei a multa. Eu pedi demissão do Sport", disse Lisca depois de saber do pronunciamento oficial feito pelo presidente do clube de Recife sobre o assunto.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!