Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » SUPERCOPA DO BRASIL

Leandro Vuaden relata motivo de expulsão de Abel Ferreira e João Martins em súmula da Supercopa

Árbitro da partida relatou que foi ofendido pelo técnico e por auxiliar da equipe alviverde

Redação Publicado em 12/04/2021, às 16h32 - Atualizado às 17h48

Leandro Vuaden, árbitro da CBF
Leandro Vuaden, árbitro da CBF - Getty Images

Leandro Pedro Vuaden, árbitro da final da Supercopa do Brasil, entre Flamengo e Palmeiras, que ocorreu neste domingo, 11, relatou na súmula da partida que foi ofendido pelo técnico português Abel Ferreira (expulso por ele durante a partida). Segundo o documento, o treinador foi expulso por:

“ (...) contestar de forma ofensiva as decisões da arbitragem, proferindo as seguintes palavras: ‘você é um tendencioso do caralho’ reiteradas vezes, inclusive saindo de sua área técnica. Informo que o mesmo já havia sido advertido verbalmente e com cartão amarelo por sua conduta inadequada. Relato também que me senti ofendido com as palavras a mim dirigidas. Após a saída do treinador expulso o jogo reiniciou normalmente”, escreveu na súmula.

 

 

Ele também comentou o motivo da expulsão de João Martins, auxiliar técnico que ficou no comando do Palmeiras na ausência de seu treinador.

“Por contestar de forma acintosa e ofensiva as decisões da arbitragem, proferindo as seguintes palavras: ‘você é ruim, fraco pra caralho’ reiteradas vezes, inclusive saindo de sua área técnica. Informo que o mesmo após ser expulso continuou contestando de forma ofensiva proferindo as palavras relatadas acima. Após o mesmo se deslocar para o vestiário o jogo reiniciou normalmente. Era o que tinha para relatar”, completou Vuaden.

Por fim, o árbitro da partida também comentou, rapidamente e sem muitos detalhes, a briga que aconteceu no túnel do Mané Garrincha, na saída para os vestiários.

“Informo que aos 50 minutos do segundo tempo de jogo paralisei a partida devido a um tumulto que acontecia dentro do túnel de acesso para os vestiários, não foi possível identificar quem provocou o tumulto. Após paralisação de 1 minuto o jogo reiniciou normalmente”, finalizou.

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!