Sportbuzz
Testeira
Futebol / CAMPEONATO PAULISTA

Kaká elogia trabalho de Crespo no São Paulo e vive expectativa de título: “Espero que tenha chegado a hora”

Tricolor enfrenta o Palmeiras na final do Campeonato Paulista e pode encerrar jejum de títulos

Redação Publicado em 18/05/2021, às 09h53

Hernán Crespo, técnico do São Paulo - GettyImages
Hernán Crespo, técnico do São Paulo - GettyImages
Contratado pelo São Paulo em fevereiro deste ano, o técnico Hernán Crespo levou o time para a final do Campeonato Paulista, contra o Palmeiras. O clube vive a expectativa de encerrar o jejum de títulos que dura desde 2012. Ídolo do Tricolor, Kaká falou sobre o trabalho do comandante argentino. 
 
Em entrevista ao programa “Arena SBT”, o ex-meia comentou que a decisão do estadual pode ser o caminho para o São Paulo voltar a ser vitorioso. 
 
“Espero que tenha chegado a hora de nós, são-paulinos, comemorarmos um título. Eu falo principalmente para essa nova geração. Eu tenho um filho de 12 anos que ainda não teve a alegria de ver tantas conquistas que eu tive, de ver o São Paulo campeão da Libertadores, do Mundo. Eu gostaria muito que ele tivesse esse privilégio e pudesse ver o São Paulo campeão, começando pelo Campeonato Paulista”, disse Kaká, que também avaliou o adversário alviverde:
 
“Eu acredito que o Palmeiras hoje tem um dos melhores elencos, um treinador excelente. Acredito que esses dois clubes são os melhores do estado”, completou. 
 
 
O Tricolor enfrenta o Palmeiras na próxima quinta-feira, 20, às 22h (de Brasília), no Allianz Parque, pelo jogo de ida da final do Paulistão. A volta está marcada para o domingo, 23, às 16h (de Brasília), no Morumbi. 
 
Antes, nesta terça-feira, 18, a equipe de Hernán Crespo entra em campo pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores. O São Paulo recebe o Racing, às 21h30 (de Brasília), no Morumbi. O Tricolor é o líder do Gruo E, com oito pontos, e precisa de mais dois para avançar às oitavas. Kaká também exaltou o trabalho do técnico. 
 
“No caso do São Paulo acho que o grande diferencial é o treinador. Claro que vieram peças importantes como o Miranda, o Benítez, o Daniel Alves se acertando na lateral, enfim. Mas de um modo geral, é tudo parte da liderança de um treinador que organiza todas essas peças no quebra-cabeça”, completou o ex-jogador. 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!