Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » PRONUNCIAMENTO!

Juventus: Depois de se envolver em polêmica, Dybala se pronuncia sobre "reunião clandestina"

De acordo com o craque da Juventus não houve uma festa e sim uma reunião

Redação Publicado em 01/04/2021, às 16h54 - Atualizado às 17h47

Dybala em ação pela Juventus
Dybala em ação pela Juventus - GettyImages

Paulo Dybala se envolveu numa grande polêmica na Itália. O jogador foi flagrado junto com Arthur na casa de Weston McKennie, onde os jornais locais revelaram que o lugar estava recebendo uma festa do meio-campista da Juventus

A reunião que recebeu mais de 20 pessoas não foi bem vista por grande parte do país, visto que a Itália está adotando medidas rígidas contra o coronavírus. A região em que ocorreu o encontro, em Piemonte, está em fase vermelha, que não permite a realização de qualquer tipo de evento. 

Depois de toda a repercussão, Paulo Dybala foi até suas redes sociais e se manifestou sobre o assunto. Ele pediu desculpas, porém destacou que não houve uma "festa clandestina", mas sim uma reunião de amigos. 

"Sei que num momento tão difícil para o mundo com o Covid teria sido melhor não cometer um erro. Errei ao sair para jantar, mas não se tratou de uma festa", publicou nos stories da conta oficial de seu Instagram. 

ENTENDA MAIS SOBRE O CASO! 

Arthur e Dybala participaram de uma festa clandestina na madrugada de quarta-feira, 31, para quinta-feira, 1, em evento realizado na casa de McKennie, volante da Juventus. Pelo menos foi o que informou o diário italiano "Stampa", que deu maiores detalhes em relação ao encontro. 

Com a Itália tentando evitar uma nova onda de coronavírus, o país adotou medidas restritivas até o dia 30 de abril e durante esse período não é possível fazer aglomerações. Dessa maneira, a casa de Weston Mckennie, local onde foi feita a festa com mais de 20 pessoas, também não poderia receber qualquer tipo de evento. 

O encontro teria acontecido nos arredores de Turim, que fica na região de Piemonte, uma das áreas que estão em vermelho no país e tomam todo o cuidado para não haver contaminações. Segundo a publicação, os vizinhos do atleta norte-americano reclamaram do barulho e a polícia foi até a casa de McKennie, onde negociou por uma hora para entrar no local. 

De acordo com o jornal "La Gazzetta dello Sport", o trio ficará de fora do clássico contra o Torino, válido pelo Campeonato Italiano e que vai ocorrer no próximo sábado, 3, às 13h. O jornal ainda destaca que os atletas serão punidos pelo clube, que está na quarta posição na tabela de classificão da Série A TIM.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!