Sportbuzz
Testeira
Futebol / LYON

Juninho Pernambucano rebate críticas de Rudi Garcia sobre relação no Lyon: “Tem o hábito de cansar as pessoas”

Diretor esportivo do clube francês abriu o jogo sobre a convivência com o ex-técnico do Lyon

Redação Publicado em 27/05/2021, às 11h06

Juninho Pernambucano rebate críticas de Rudi Garcia sobre relação no Lyon - YouTube/ L'Equipe
Juninho Pernambucano rebate críticas de Rudi Garcia sobre relação no Lyon - YouTube/ L'Equipe
Juninho Pernambucano rebateu as críticas feitas pelo técnico Rudi Garcia, que deixou o Lyon ao fim da temporada. Em entrevista ao jornal “L’Equipe”, o treinador expôs a relação com o diretor esportivo do clube francês e o acusou de privilegiar jogadores brasileiros
 
Após as declarações de Rudi, Juninho usou o canal oficial do Lyon para se manifestar sobre o caso e afirmou que o técnico “era só forte com os mais fracos”. 
 
“Rudi mostra que é forte, duro, dá respostas erradas. Ele tem prazer em se ver falando. Se ele pudesse se ver falando, ele adoraria. Acho que minha maneira de ser incomodava o Rudi. Ele é realmente frio como ser humano, não tem sentimento. Rudi tem o hábito de cansar as pessoas, de se impor. Eu aceito as coisas, mas em um momento eu explodo. Foi o que aconteceu”, disse o brasileiro.
 
“Rudi era forte só com os mais fracos. Temos que ser fortes com os mais fortes”, completou Juninho.
 
O diretor esportivo alegou que não tinha uma relação próxima com Rudi e por isso não se sentiu traído pelo técnico. “Somos traídos por verdadeiros amigos. Não éramos próximos”, declarou. 
 
Juninho ainda abriu o jogo sobre sua relação com o técnico e revelou discussões que teve sobre o meia Jean Lucas. O dirigente também disse que não acatou o pedido de Rudi para negociar o atacante holandês Memphis Depay, artilheiro do time na temporada com 22 gols. 
 
“Ele (Garcia) disse que tinha deficiências táticas, que não era inteligente, que precisava progredir. Jean é um monstro nos treinos, ele estava esperando por sua chance. O Rudi insistiu em emprestá-lo porque disse que não estava progredindo taticamente, eu insisti pelo contrário. Pedi a ele que lhe desse uma oportunidade com os melhores. Eu perguntei as estatísticas, e ele tinha estatísticas melhores do que muitos meio-campistas antes da chegada de Paquetá. Estava começando a atrapalhar e fazer a cabeça do Jean Lucas, mas ele nunca parava de trabalhar. Falei com o Jean, o pai dele e os agentes dele, foi melhor ele ir embora”, disse Juninho. 
 
Sem confirmar o Lyon na próxima edição da Liga dos Campeões, Rudi Garcia deixou o cargo ao fim da temporada. O time encerrou o Campeonato Francês na quarta colocação, atrás de Lille (campeão), PSG e Monaco
 

Rudi Garcia acusa Juninho Pernambucano

 
Em entrevista ao “L’Equipe”, publicada na última terça-feira, 25, Rudi acusou Juninho de supostas interferências táticas e de privilégio aos jogadores brasileiros do Lyon. 
 
“Quando fui vê-lo na segunda parte da temporada, conversamos apenas sobre escalação, táticas, mas nenhum projeto de clube, recrutamento ou base. Tudo que deveria ser feito por um diretor. Ele ainda está muito no modo de jogador”, disse Rudi Garcia. 
 
O técnico ainda chegou a comentar que o dirigente brasileiro não gostou quando Thiago Mendes, Bruno Guimarães e Lucas Paquetá não entravam em campo.
 
“No início correu bem. As coisas começaram a azedar depois de duas ou três vitórias em novembro. Ele não veio mais me dar os parabéns. Quando os brasileiros não estavam jogando, ele não gostava”, disse.
 
“Ele fazia as coisas pelas minhas costas, falava com os jogadores pelas minhas costas, permitiu que alguns criticassem o treinador, como Jean Lucas. Faltou objetividade. Sobre (o meio-campista francês) Aouar, ele o suspendeu quando eu propus uma sanção financeira, não esportiva”, completou.

 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!