Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » SERÁ?

Jogando sua segunda Champions, Thiago Silva cogita oportunidade de também ganhar a Libertadores: "Talvez"

Thiago Silva jogou pelo Chelsea a Champions League, mas não descartou de atuar na Libertadores novamente

Redação Publicado em 29/05/2021, às 19h46

Thiago Silva joga sua segunda Champions e não descarta Libertadores
Thiago Silva joga sua segunda Champions e não descarta Libertadores - GettyImages
Na final da Champions League, neste sábado, 29, ThiagoSilva foi o jogador mais velho em campo, mesmo estando a menos de quatro meses de completar 37 anos. O zagueiro foi o 54° jogador brasileiro a conquistar a Liga dos Campeões, mas não descartou lutar pela Libertadores.
 
Vice na temporada passada pelo PSG, o veterano olhou para frente e mirou uma segunda chance também de ganhar a Libertadores. Em 2008, perdeu a final pelo Fluminense, na disputa de pênaltis contra a LDU.
 
"Libertadores? Talvez... Champions tive a segunda oportunidade, quem sabe não tenho também na Libertadores", disse Thiago Silva ao repórter FredCaldeira, do canal "TNT Sports".
 
O zagueiro deixou a modéstia de lado e disse que estava muito orgulhoso pela sua carreira e de si mesmo.
 
"Eu, particularmente, estou muito feliz aqui. Nem nos meus maiores sonhos imaginaria isso. Primeiro ano de Chelsea, ser aclamado assim. Eu não gosto de falar de mim, mas estou muito orgulhoso de mim, por tudo que eu fiz", contou.
 
Thiago Silva também destacou a coragem do técnico alemão ThomasTuchel, outro que foi vice do PSG e acabou sendo campeão no Chelsea depois de quatro meses e 30 partidas no comando.
 
"Ano passado, eu e a comissão técnica batemos na trave. Este ano, de uma maneira muito heroica, o homem chega e muda o time de forma corajosa. A gente mereceu. Muitos acharam que não éramos favoritos. Na final tudo se iguala", disse o zagueiro.
 
Thiago Silva também lembrou o quão especial foi ser campeão no Porto, cidade onde começou sua carreira internacional em 2004. Na época, o zagueiro teve problemas de saúde, saiu para o DínamoMoscou e depois voltou para o Brasil.
 
"Ano passado, já tinha passado o filme na cabeça, por causa das finais em Lisboa. Aqui ficou mais especial, porque foi um dos piores momentos que passei na minha vida. O Porto me deu o maior suporte, fui para o Dínamo. Fui curado aqui no Porto da tuberculose. Depois fui para o Fluminense. Se tivesse acabado a minha carreira e não tivesse conquistado este título, faltaria alguma coisa", lembrou.
 
Substituído ainda no primeiro tempo, por conta de uma lesão, o zagueiro demonstrou incerteza em relação a sua participação nos próximos dois jogos da seleção, contra Equador e Paraguai, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. 
 
 
"Sou um cara sonhador, quem me conhece sabe. Mas não basta sonhar, tem que trabalhar e ser resiliente. Acredito que eu seja isso. Temos a Copa América. Não sei como vai ficar essa lesão. Temos eliminatórias e Copa do Mundo, nosso maior sonho", finalizou.

 

 

 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!