Sportbuzz
Testeira
Futebol / COMPLICADO

Jogadores brasileiros pedem ajuda para sair da Ucrânia após invasão

Jogadores brasileiros que atuam na Ucrânia ficaram sem saída depois que Vladimir Putin, presidente da Rússia, ordenou que suas tropas invadissem o país

Redação Publicado em 24/02/2022, às 08h19 - Atualizado às 11h09

Jogadores brasileiros e suas famílias na Ucrânia - Reprodução/G1
Jogadores brasileiros e suas famílias na Ucrânia - Reprodução/G1

No início da madrugada desta quinta-feira, 24, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou que suas tropas invadissem a Ucrânia. No país europeu existem cerca de 20 jogadores brasileiros, que gravaram um vídeo pedindo ajuda para sair com suas famílias do meio do conflito. O ataque já registrou a explosão de algumas bombas.

Em um hotel em Kiev, as famílias pediram ajuda para a embaixada brasileira para que possam sair da Ucrânia antes que a situação se torne ainda mais complicada. Entre os jogadores que aparecem no vídeo publicado pelas redes sociais, está o santista Junior Moraes, que também fez seu apelo em outras publicações. Pedrinho, ex-Corinthians, e David Neres, ex-São Paulo, também estavam no registro. 

Canal - SportBuzz

Junior é brasileiro naturalizado ucraniano e atua como atacante. Atualmente, ele defende o Shakhtar Donetsk e a Seleção Ucraniana. Nas imagens que circulam nas redes sociais, é possível ver os atletas em pé e suas esposas sentadas no sofá do hotel junto de seus filhos enquanto o pedido de ajuda é feito por eles.

"Aqui estamos todos reunidos com as nossas famílias, hospedados em um hotel", diz um dos jogadores no vídeo. Segundo ele, a falta de combustível, unido à fuga de milhares de moradores do conflito, fez com que eles ficassem presos na cidade. Para piorar, as fronteiras e o espaço aéreo foram fechados. "Espero que a embaixada possa nos ajudar", pediu.

Jogadores brasileiros pedem ajuda para sair da Ucrânia
Jogadores brasileiros pedem ajuda para sair da Ucrânia (Crédito: Reprodução/Instagram)

 

"Nos sentimos realmente abandonados, porque não sabemos o que fazer. As notícias não chegam até nós, a não ser as do Brasil [...]. Saímos com uma peça de roupa e não sabemos como vamos resolver a situação", desabafou a esposa de um dos jogadores.

O conflito

A crise envolvendo Rússia e a Ucrânia teve início quando os russos começaram a acumular militares em regiões próximas da fronteira entre os dois países, já no fim de 2021. De início, os russos negaram qualquer boato de que pretendiam invadir o país. No entanto, no dia 21 de fevereiro, o presidente Vladimir Putin mudou sua postura e discurso.

Pouco depois do anúncio feito por Putin, ordenando a invasão durante a madrugada, surgiram relatos na imprensa de sons de explosões e artilharia nas cidades ucranianas de Kharkiv e Kiev, entre outras. Para se ter uma ideia, centros de comando militar nas duas cidades foram atacados com mísseis, segundo informou uma fonte do Ministério do Interior a um site ucraniano. 


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!