Sportbuzz
Testeira
Futebol / COMPLICOU!

Joan Laporta convoca coletiva de imprensa, fala sobre dívidas, acusa antecessor de mentir e revela: "Situação dramática"

O atual presidente do Barcelona falou sobre a situação atual do clube e revelou dívida bilionária

Redação Publicado em 16/08/2021, às 09h57

Joan Laporta convoca coletiva e revela problemas no Barcelona - Getty Images
Joan Laporta convoca coletiva e revela problemas no Barcelona - Getty Images

Com grandes problemas em sua gestão, Joan Laporta convocou uma reunião para esclarecer algumas informações e para se pronunciar sobre o tema financeiro do clube. A gestão de Josep Maria Bartomeu é, por muitos, considerada uma das piores da história do Barcelona, o que atrapalha ainda mais o atual presidente de arrumar a 'casinha'.

Durante a coletiva, os principais assuntos tratados foram sobre a dívida que o clube acumulou e uma suposta mentira de Josep Maria em carta que ele mesmo divulgou falando que não havia deixado o clube em situação financeira ruim.

"Eles apresentaram um orçamento com hipóteses difíceis de cumprir. Várias delas não foram cumpridas. E portanto o orçamento deu menos de € 320 milhões para a temporada 20/21. Provoca uma situação económica e patrimonial preocupante e situação financeira dramática. Em 21 de março de 2021, a dívida era de € 1,35 bilhão", revelou Laporta

Tais problemas em sua folha salarial e dívidas foram o principal motivo da saída de Lionel Messi, o maior ídolo da história do clube catalão. 

 

Entre tantos outros problemas, Laporta citou que a política salarial teve um papel considerável para que o Barcelona chegasse na situação em que se encontra hoje e acrescentou que os vencimentos ocupam incríveis 103% do faturamento do clube.

"Também encontramos um contexto de uma política esportiva errônea que causa danos à entidade. É uma pirâmide invertida, na qual os veteranos têm contratos longos e os jovens têm contratos curtos. E é difícil renegociar contratos. Essas reduções salariais que os gestores anteriores se vangloriaram, uma redução de 68 milhões, mas na realidade não é redução porque a encontramos na forma de bônus de rescisão de contrato", disse o atual presidente.

Laporta foi bem claro e também revelou que, após a venda de Neymar por um valor astronômico, o clube passou a gastar muito e em pouco tempo.

"O certo é que a política esportiva tem sido desastrosa. Desde que foi vendido o Neymar por € 222 milhões é gasto desproporcionalmente e na velocidade da luz. Isso desencadeia salários e amortizações. E aí estamos nós. A prova é que em termos de esporte não temos feito bem. Deviam ter mudado o modelo e acreditar na La Masia", comentou.

Com o dinheiro da venda de Neymar ao PSG, Bartomeu investiu em jogadores como Philippe Coutinho e Ousmane Dembélé, mas nenhum dos dois teve o retorno esperado pelo dinheiro que foi investido neles.

Para conferir a entrevista na íntegra, basta ir ao canal do Barcelona no Youtube.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!