Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » EITA!

Internacional, Flamengo e São Paulo podem ser punidos por caso envolvendo torcedor que investiu dinheiro no clube; entenda

Empresário doou R$ 1 milhão ao Colorado para ter Rodinei em campo na partida contra o Flamengo pelo Brasileirão

Redação Publicado em 22/02/2021, às 13h51

Torcedor do Internacional tenso durante partida
Torcedor do Internacional tenso durante partida - GettyImages

O torcedor do Internacional e empresário do agronegócioElusmar Maggi Scheffer chamou a atenção nos últimos dias depois de doar R$ 1 milhão ao Colorado para que o time pudesse pagar a multa de Rodinei e contar com o lateral-direito em campo contra o Flamengo.

No entanto, o torcedor deu uma declaração polêmica nesta segunda-feira, 22, quando disse que ia pagar para o São Paulo segurar o Flamengo no Brasileirão, já que as equipes se enfrentam nesta quinta-feira, 25, pela última rodada da competição e o Rubro-Negro depende apenas de si para ser campeão.

Diante disso, os dirigentes do Flamengo já mostraram que desejam abrir notícia-crime na polícia e a iniciativa de "Mala branca" renderia punições para as equipes caso se confirme.

Em entrevista ao site "UOL", o especialista Mauricio Corrêa da Veiga, advogado especialista em direito desportivo, julga como uma "Bravata" do torcedor e coloca que os clubes não podem aceitar tal "Ajuda" com risco de punição. 

"O Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e o Estatuto do Torcedor vedam a prática popularmente conhecida como 'mala branca', que é tão nociva, irregular e infracional como a 'mala preta'. A vantagem é indevida da mesma forma. Mas tudo depende de provas e circunstâncias. E, lógico, do entendimento da procuradoria e do tribunal", explicou.

A declaração do empresário aconteceu depois da derrota do Internacional por 2 a 1 para o Flamengo, no Maracanã, neste domingo, 21, pela 37ª rodada do Brasileirão.

Com a vitória do Rubro-Negro, o Colorado deixa a primeira colocação e o time carioca poderá vencer o campeonato nesta quinta, justamente contra o São Paulo. A alegação do torcedor que pagaria o time Tricolor para derrubar o rival direto pegou mal.

"Manipulação de resultado sob qualquer forma é crime previsto no estatuto do torcedor, ainda mais quando são jogos da loteria federal. Hoje mesmo vamos encaminhar notícia-crime ao MP e à polícia. Esse torcedor pode ser rico, mas vê-se que não é preparado", publicou em sua rede social Rodrigo Dunshee, vice-presidente geral e jurídico do clube da Gávea, que irá encaminhar notícia-crime ao Ministério Público e à polícia ainda nesta segunda-feira, 22.

Ainda de acordo com a publicação, o Supremo Tribunal de Justiça Desportivo observa como ilegal a promessa de dinheiro. Assim, caso aconteça algum favorecimento ilícito incluindo dinheiro, as equipes podem ser punidas. 

"É proibido atuar de forma contrária à ética desportiva, com o fim de influenciar o resultado de uma partida. Além disso, há previsão de punição para quem der, receber ou solicitar, para si ou para terceiros, vantagem indevida em razão de cargo ou função, remunerados ou não, em qualquer entidade desportiva ou órgão da Justiça Desportiva, para praticar, omitir ou retardar ato de ofício, ou, ainda, para fazê-lo contra disposição expressa de norma", diz o especialista.

De acordo com o CBJD, no artigo 238, "Receber ou solicitar, para si ou para outrem, vantagem indevida" pode gerar uma multa de R$ 100 a R$ 100.000,00, além de suspensão de um ano.

Na decisão pelo título, o Flamengo recebe o Tricolor nesta quinta, assim como o Internacional joga contra o Corinthians pela rodada 38 do Brasileirão.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!