Sportbuzz
Testeira
Futebol / EITA!

Interino do Manchester United surpreende na escalação para Champions League

Carrick, que vai substituir Solskjaer nesta rodada da Champions League, surpreendeu na escalação e montou um Manchester United repleto de novidades

Redação Publicado em 23/11/2021, às 13h46 - Atualizado às 14h01

Cristiano Ronaldo vai atuar numa escalação totalmente diferente no Manchester United - GettyImages
Cristiano Ronaldo vai atuar numa escalação totalmente diferente no Manchester United - GettyImages

Nesta terça-feira, 23, às 14h45, o Manchester United vai enfrentar o Villarreal e o confronto será decisivo para a sequência da equipe na Champions League. Ainda sem um treinador, Carrick será o interino dos Red Devils e acabou surpreendendo na escalação inicial. O substituto de Solskjaer tirou Bruno Fernandes da equipe e colocou novos nomes. 

Para a partida, Carrick montou um Manchester United num possível 4-3-3 e com três homens de meio-campo um pouco mais ofensivos. Sem Bruno Fernandes, o treinador interino colocou para a posição Donny Van de Beek, que irá compor o setor ao lado de McTominay e também de Fred. 

Já para o ataque, Cristiano Ronaldo terá a companhia de Martial e Sancho. O primeiro não vinha ganhando muitos minutos com Solskjaer, enquanto o segundo chegou nesta temporada. mas ainda não fez gols e nem deu assistência. Desta forma, nomes como o de Rashford, acabaram ficando no banco de reservas. 

Sendo assim, para a partida diante do Villarreal, Carrick montou o Manchester United com a seguinte escalação: De Gea; Wan-Bissaka, Maguire, Lindelof e Alex Telles; Fred, McTominay e Donny Van De Beek; Martial, Cristiano Ronaldo e Sancho. Essa será a primeira vez na temporada que o tridente de meio de campo e de ataque atuam juntos desde o início. 

A SAÍDA DE SOLSKJAER!

Neste domingo, 21, a diretoria do Manchester United anunciou a demissão de Ole Gunnar Solskjaer do comando, depois de mais um vexame da equipe inglesa na Premier League. Já vindo de um momento conturbado, o treinador não resistiu no cargo depois da goleada por 4 a 1 sofrida para o Watford, neste sábado, 20.

No comunicado oficial da demissão, o United justificou que a decisão foi tomada por conta dos resultados "desapontantes" que foram vistos nas últimas semanas. Porém, o clube reforçou que isso não vai apagar todo o trabalho realizado pelo norueguês ao longo dos três últimos anos com o objetivo de "reconstruir as bases para um sucesso a longo-prazo".

 

"Ole sai com nossos sinceros agradecimentos por seus esforços incansáveis ​​como técnico e nossos melhores votos para o futuro. O seu lugar na história do clube estará sempre garantido, não só pela sua história como jogador, mas como um grande homem e um treinador que nos proporcionou muitos grandes momentos. Ele será para sempre bem-vindo de volta a Old Trafford como parte da família do Manchester United", diz um trecho do comunicado dos Reds.

Na mesma nota emitida pelo clube, o Manchester United confirmou que agora a equipe será comandada de forma interina por Michael Carrick, ex-jogador dos Red Devils e que era auxiliar de Solskjaer. Seu primeiro compromisso será já na próxima terça-feira, 23, no duelo contra o Villarreal, pela Champions League.

"Michael Carrick vai agora assumir o comando da equipe para os próximos jogos, enquanto o clube procura nomear um treinador interino até ao final da temporada", informou o clube, que ainda deu a entender que não vai fazer a contratação de um técnico efetivo neste primeiro momento da temporada inglesa.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!