Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » OFENDEU!

Ídolo italiano classifica Felipe Melo como ‘maçã podre’ e diz que Balotelli ‘merecia um soco na cara’

Entrevista do zagueiro da Juventus causou um grande alvoroço nas mídias esportivas

Pedro Ungheria Publicado em 09/05/2020, às 10h04

Craque italiano surpreendeu ao falar detalhes sobre o que pensa de alguns jogadores!
Craque italiano surpreendeu ao falar detalhes sobre o que pensa de alguns jogadores! - Instagram

Recentemente veio à tona uma das entrevistas mais polêmicas do futebol na atualidade! O zagueiro Giorgio Chiellini, capitão da Juventus, bateu um papo com o portal La Repubblica. Durante a conversa, o astro quebrou o silêncio e disparou mensagens surpreendentes contra alguns jogadores.

O primeiro deles foi Mario Balotelli. De acordo com o defensor, o atacante é um profissional totalmente desrespeitoso. Suas atitudes junto ao grupo da Seleção Italiana na Copa das Confederações de 2013 deveriam trazer más consequências ao atacante.

"Balotelli é uma pessoa negativa, que não tem nenhum respeito pelo grupo. Durante a Copa das Confederações em 2013, ele nunca estava disposto a ajudar ninguém. Ele merecia um soco na cara. Algumas pessoas disseram que ele pertencia ao topo 5 atacantes, para mim nem os 20 primeiros”, disse ele.

Ainda no assunto, Chiellini disse que um jogador poderia ser classificado como ‘pior’ do que Balotelli. Adjetivado como maçã podre, o brasileiro Felipe Melo não passou batido das críticas do jogador.

“No entanto, existe alguém pior, Felipe Melo: Realmente é o pior do pior. Não consigo lidar com pessoas que não respeitam ninguém. Com ele ao pé, estamos sempre em risco de começarmos a lutar. Avisei os responsáveis acerca disto. Ele é uma maçã podre”, pontou.

Em resposta, nas suas redes sociais, Balotelli disparou contra o conterrâneo. Incomodado com as críticas feitas, o goleador disse que se para ser um campeão é necessário agir como Giorgio, ele prefere não ser.

“Pelo menos tenho sinceridade e coragem para dizer as coisas na cara. A partir de 2013, você teria tido muitas oportunidades para fazer isso, se comportando como um homem de verdade, mas não o fez. Se isso significa ser um campeão, então eu prefiro não ser. E eu nunca desrespeitei a camisa azul”, enfatizou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!