Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » EITA!

Ibrahimovic monta seu time de todos os tempos, inclui brasileiros e cutuca Guardiola: "Por culpa do técnico"

Astro do Milan ainda citou Maradona como o maior

Redação Publicado em 27/12/2020, às 16h49

Ibrahimovic monta seu time de todos os tempos, inclui brasileiros e cutuca Guardiola
Ibrahimovic monta seu time de todos os tempos, inclui brasileiros e cutuca Guardiola - GettyImages

Conhecido por exaltar a si mesmo e a seu futebol, se colocando como um dos grandes da história, Ibrahimovic montou seu time de todos os tempos e colocou Diego Maradona, morto em novembro, como o maior jogador da história. 

Em entrevista à "Gazzetta dello Sport", o astro do Milan apontou que o argentino era melhor que ele e não se escalou no ataque, deixando a outra vaga para Ronaldo Fenômeno.

"No ataque é fácil: Zidane como meia ofensiva, Ronaldo Fenômeno e Maradona na frente. Ele é o maior de todos os tempos, melhor que eu. Eu poderia treinar esse time, quem sabe. Talvez eu possa me tornar técnico um dia", disse.

A equipe montada por Ibra conta com nomes históricos para o futebol e outros escolhidos por afeto, como ele mesmo indicou.

No gol, Buffon, com quem jogou na Juventus; na lateral-direita, Maicon, seu ex-companheiro na Inter de Milão; e na lateral-esquerda, Maxwell, seu amigo pessoal, que o acompanhou em diversas equipes.

A zaga é formada por Nesta e Cannavaro, e o meio de campo completo por PatrickVieira, Nedved e Xavi, a quem elogiou e aproveitou para alfinetar Guardiola.

"Xavi está no meu time. O Barcelona era um time de fenômenos, mas nos primeiros seis meses, por culpa do técnico, não me senti bem", lembrou.

Se o craque não teve bons momentos no Barça, onde permaneceu apenas na 2009/10, Ibra ganhou uma segunda casa justamente ao deixar a equipe catalã.

Acontece que após a aventura na Espanha, Ibra teve sua primeira passagem pelo Milan, entre 2010 e 2012, na qual criou carinho pelo time italiano. De volta ao time desde o ano passado, o sueco garante que no CT de Milanello se sente à vontade como em nenhum outro lugar.

"Joguei em muitos clubes e tenho respeito por todos, grandes lembranças. Mas o Milan é onde me sinto em casa. Vou a Milanello toda manhã e não tenho pressa para voltar para casa, porque estou em casa. Me senti assim desde a primeira vez que vim ao Milan, em 2010. Com Galliani e Berlusconi, o time, todos que trabalhavam ali. Havia outra sensação, outra atmosfera. Você está em casa, faz o que quer, mas tem que dar resultados. Gostei porque poderia ser eu mesmo, e ao mesmo tempo jogava em um dos maiores clubes do mundo. Por isso, o Milan é o melhor pra mim", lembrou.

Mesmo exaltando importantes nome do futebol mundial, Ibra também teve seu momento de autoelogio, afirmando que sabe que fez a diferença no campo ao longo de sua carreira.

O sueco elogiou sua capacidade de fazer gols com finalizações diferentes, mesmo tendo quase dois metros de altura, apontando que desde pequeno procurava ser o mais completo possível. E admitiu que seu jeito de ser é a fórmula que o impulsionou para o sucesso.

"Sou egocêntrico. Se não tivesse me colocado na frente de todos, não estaria aqui. Só há um Ibra, não? Eu. Mas na minha vida, fora do campo, agora meus filhos estão à frente de mim: Maximilian e Vincent vêm em primeiro, claro. E minha conta bancária. Não é piada!", finalizou.


 

 

 

 

 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!