Sportbuzz
Testeira
Futebol / O CARA!

Herói do Palmeiras, Deyverson explica simulação em lance com árbitro

Deyverson deixou todos boquiabertos no momento em que caiu no gramado na final da Libertadores, entre Flamengo e Palmeiras, simulando uma falta

Redação Publicado em 29/11/2021, às 11h50

Deyverson comemorando na final da Libertadores - GettyImages
Deyverson comemorando na final da Libertadores - GettyImages

Sem dúvidas o nome de Deyverson estará na memória dos palmeirenses por muito depois de ele marcar o gol do título da Libertadores, no sábado, 27, contra o Flamengo, em Montevidéu, no Uruguai. Além disso, o jogador chamou a atenção de todos com uma simulação de falta, com a presença do árbitro do confronto.

O feito de Deyverson foi tão importante que o levou ao programa "Mais Você", apresentado pela Ana Maria Braga, na "TV Globo". Essa, inclusive, foi a primeira de uma série de entrevistas que ele vai dar ao longo do dia para falar sobre a decisão, e mais um troféu na prateleira Alviverde.

 

Ao chegar no estúdio onde o programa é feito, o jogador do Palmeiras estava acompanhado por Felipe Andreoli, apresentador do "Globo Esporte" em São Paulo, e já chegou chegando colocando a medalha de campeão em Ana Maria Braga, que é torcedora do Palmeiras. Além dessa conquista, ele também levou o troféu de melhor em campo na final.

Na entrevista, Deyverson não conteve as lágrimas, e chorou depois de ver uma mensagem do pai, contando que o sonho de vê-lo dentro das quatro linhas sempre foi dele, sendo que se dependesse do atleta, teria ido para o mundo da música. O jogador também valorizou a história que construiu no Palmeiras.

"Meu pai lutou pela família toda, para nos dar o melhor. Ele sempre fez o melhor para tudo para a gente. Eu queria ser pagodeiro, mas meu pai falou que eu ia ser jogador", disse antes de completar.

"Meu sonho sempre foi jogar no Brasil. Quando estava de férias, o Cuca me ligou, e o Alexandre Mattos também. Ele (Mattos) perguntou: 'Sabe quem está falando?' E eu: 'Não, número estranho' (risos). Ele falando dos gols contra o Real, Barcelona, achei que era coisa boa (risos). E ele me colocou para falar com o Cuca. Desliguei na hora e falei com o meu empresário pedindo: 'Pelo amor de Deus, atende os caras, é o Palmeiras, um clube maior que o universo'. Teve um trabalho, o Levante não queria liberar, mas consegui colocar este escudo na vida que nunca mais vou tirar. Sou grato. Minha palavra é gratidão", concluiu.

E claro que Deyverson aproveitou o espaço para explicar o lance mais inusitado da final, que foi a simulação quando levou um tapa nas costas do árbitro.

"Foi para ganhar um pouco de tempo, para respirar, para meus companheiros darem uma respirada. Falei: vou dar uma de Deyverson, dar uma caidinha. Achei que era um jogador deles, não sabia que era o árbitro (risos). Ele deu um soco, pediu desculpa e ganhei uns minutinhos para respirar", contou.

Além desse, o jogador também explicou o lance do gol, quando aproveitando o erro de Andreas Pereira, praticamente já colocou o título da Libertadores nas mãos do Palmeiras. Apesar disso, ele desejou recuperação ao adversário.

"O Abel pediu, quando a bola voltasse, para pressionar. Eu nunca desisto da jogada, dou o máximo para ajudar a equipe. Tive a oportunidade de roubar na falha de um companheiro de profissão. A gente não deseja mal a ninguém, tomara que se recupere, as criticas às vezes são pesadas. Mas ele errou, e pude fazer o gol da Libertadores. A gente não torce pelo mal de ninguém, mas a gente tem que defender nosso escudo", lembrou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!