Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / CACHORRO POLÊMICO?

Goleiro espanhol vive polêmica por proibição de seu cachorro na Inglaterra

David Raya, goleiro da Espanha que irá enfrentar o Brasil no amistoso, é dono de um XL Bully e foi acusado de treiná-lo para evitar entrada de ladrões

Redação Publicado em 20/03/2024, às 16h12

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
David Raya - Getty Images
David Raya - Getty Images

Goleiro titular do Arsenal, na Inglaterra, e convocado pela Espanha para encarar o Brasil na partida amistosa, David Raya está vivendo uma polêmica no país que mora para defender os Gunners. A imprensa local descobriu que o arqueiro tem um cachorro da raça XL Bully, que foi proibida no Reino Unido no ano de 2023.

O jornal inglês “The Sun” acusou o goleiro de treinar seu cachorro, chamado Goku, para proteger sua casa e evitar a entrada de ladrões, depois de uma sequência de roubos de residências de jogadores de futebol na Inglaterra. Convocado pela Espanha, Raya esclareceu a situação durante uma entrevista para a imprensa local e negou que esteja treinando o animal.

“É uma raça que ficou ilegal no país. Eu o peguei há um ano, estou adestrando para que seja um bom cachorro, um cachorro de casa e que nos faça companhia. Eu não o estava adestrando para que ninguém tentasse entrar na minha casa”, comentou o goleiro do Arsenal. Para conseguir Goku, Raya precisou obter um certificado de “proprietário responsável” e fazer um treinamento exaustivo com o cachorro junto a uma empresa especializada. Segundo o “The Sun”, o arqueiro pagou 20 mil libras pelo serviço.

A raça XL Bully foi incluída em uma lei em outubro, proibindo a adoção de certos tipos de cachorros por conta de ataques documentados. Os animais precisam focinheiras e serem mantidos em uma coleira em público. “Todos com um XL Bully estão preocupados. Mas David é um dono responsável e quer ser responsável com Goku. Estamos o adestrando”, comentou um porta-voz da empresa “Elite Protection Dogs”, contratada pelo goleiro dos Gunners.