Sportbuzz
Testeira
Futebol / SELEÇÃO BRASILEIRA

Galvão Bueno destaca comemoração de Richarlison com Tite: “Emblemática”

Narrador comenta abraço de jogador e técnico após primeiro gol em Brasil x Equador

Redação Publicado em 05/06/2021, às 16h50 - Atualizado às 16h51

Galvão Bueno destaca comemoração de Richalison com Tite: “Emblemática” - Lucas Figueiredo/CBF/Fotos Públicas
Galvão Bueno destaca comemoração de Richalison com Tite: “Emblemática” - Lucas Figueiredo/CBF/Fotos Públicas

O Brasil venceu o Equador por 2 a 0 nesta sexta-feira, 4, e manteve os 100% de aproveitamento nas Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar. Em meio a discussões sobre a disputa da Copa América, o clima no vestiário comandado por Tite tem sido questionado. Autor do primeiro gol da seleção, Richarlison fez questão de comemorar junto com o treinador. E o abraço foi destacado por Galvão Bueno durante a transmissão da TV Globo.

O narrador comentou sobre a comemoração do atacante, e dos outros jogadores da seleção, junto com Tite. Ao inaugurar o placar para o Brasil, Richarlison correu em direção ao técnico. Para Galvão, isso representou a união no vestiário diante da crise da direção da CBF.

“Quero chamar atenção para uma coisa, vou pedir para que se coloque a imagem de novo. Ela é emblemática. Porque os jogadores mostraram descontentamento, o Tite bancou os jogadores. O Tite e o Juninho foram conversar primeiro com o presidente da CBF, o descontentamento do anúncio da Copa América sem falar com os jogadores, sem conversar com eles”, comentou Galvão.

“Os jogadores pediram para conversar com o presidente, o Tite promoveu o encontro, ficou do lado dos jogadores. Seguramente tem todo o vestiário na mão. E assim que a bola parar, vocês vão ver que o time inteiro vai abraçar o Tite. São imagens, Júnior, que a gente percebe, depois de anos e anos de futebol”, completou para o comentarista da Globo.

Na reprise da comemoração, Galvão destacou que todos os jogadores se aproximaram de Tite, numa representação de agradecimento. O narrador ainda manifestou a preocupação de uma possível saída do treinador após o jogo contra o Paraguai, na próxima terça-feira, 8, às 21h30 (de Brasília), pela oitava rodada das Eliminatórias.

“Olha só. É que a gente não pegou a chegada, vem todo mundo. Um por um. Ali é o seguinte: 'chefe, obrigado, você ficou com a gente. Você é o cara. Isso é importantíssimo no futebol. Só não sei o que vai acontecer depois do jogo do Paraguai. Eu tenho medo até que o Tite diga assim: "obrigado, estou indo". Não tenho informação nenhuma, só um sentimento”, completou Galvão.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!