Sportbuzz
Testeira
Futebol / COMPLICADO

Gabriel Menino diz não aprovar atitude de Patrick de Paula, mas rechaça violência: "Passando dos limites"

Gabriel Menino reconheceu o erro de Patrick de Paula, e ainda pediu para que as pessoas se cuidem

Redação Publicado em 22/06/2021, às 07h00

Gabriel Menino não aprova atitude de Patrick de Paula em festa clandestina - GettyImages
Gabriel Menino não aprova atitude de Patrick de Paula em festa clandestina - GettyImages

Nesta segunda-feira, 21, o meio-campista do Palmeiras, Gabriel Menino participou do programa "Bem, Amigos!", da Rede Globo, e comentou sobre a polêmica envolvendo o companheiro de time, Patrick de Paula, que foi visto em um evento clandestino em São Paulo na madrugada.

O jogador reconheceu que houve um erro de Patrick de Paula que quebrar o protocolo sanitário imposto pelo clube, mas também disse não concordar com a forma como os torcedores do Palmeiras o abordaram com violência.

Depois de o caso estourar, Patrick de Paula se defendeu, dizendo que na realidade estava em um restaurante com sua namorada, não em uma balada clandestina como os torcedores que ali estavam presentes, defendiam.

Na opinião de Gabriel Menino, os torcedores exageraram na reação, e na forma como abordaram Patrick de Paula, lembrando ainda, que o mesmo aconteceu com Lucas Lima, que saia de um evento clandestino quando foi abordado pela torcida.

"Acho que é um pouco sim (de exagero) dos torcedores invadirem a privacidade do jogador, não defendendo o Lucas e o Patrick. Tem que ficar um pouco em casa, seguir o protocolo. Meu nome também saiu nesse episódio, mas eu estava em casa. Não estou numa semana muito boa, minha mãe está com esse vírus. Também fui para a Seleção e acabei pegando Covid lá", disse.

"Em questão de torcedores, acho que estão exagerando um pouco. Nada disso vai fazer a gente correr mais. Vai deixar mais pressionado. E se por acaso a gente for mal amanhã? Mesmo que se entregue, doe ao máximo, a bola bater na trave... Acho que sim, estão passando um pouco dos limites. Mas não estou passando a mão na cabeça de ninguém, se respeitar um pouquinho e cada um ficar na sua casa, a gente volta em breve a viver a vida normal", completou.

Diante disso, o meio-campista pediu para que todos sigam os protocolos de segurança para prevenção do coronavírus sejam seguidos.

Ainda sobre o colega de time, Gabriel Menino comentou outro caso envolvendo Patrick de Paula, mas desta vez, sobre o brinco que ele teve que tirar dentro de campo para poder continuar jogando.

"Todos erramos. Não estou defendendo ninguém. Cada um tem uma vida, ali cometeram erros, erros muito graves pra mim. Eu convivo com os dois todos os dias, sei como eles são, a essência deles, acabaram errando, saindo ali. Eu não sabia que o Patrick estava usando brinco, mas quando percebi que ele estava lá fora, caí no chão e consegui segurar um pouco o jogo. À noite ele cometeu mais um erro, mas quem sou eu para julgar?", iniciou.

"A gente devia só seguir o protocolo que passaram, as regras não foram feitas à toa. Se a gente obedecer as regras, o futebol e o mundo vão melhorar. É só seguir o protocolo, o caminho está ali na frente. Se você sair do caminho é porque quer", finalizou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!