Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Futebol / COMPLICADO

Fluminense: Diniz lamenta risco da equipe ficar fora da Sul-Americana

Fluminense empatou com o Unión Santa Fe, na Argentina, e embolou seu futuro na Sul-Americana; treinador ainda não jogou a toalha pela classificação

Redação Publicado em 20/05/2022, às 07h22

Treinador do Fluminense, Fernando Diniz - Mailson Santana/Fluminense FC/Flickr
Treinador do Fluminense, Fernando Diniz - Mailson Santana/Fluminense FC/Flickr

O Fluminense empatou com o Unión Santa Fe em 0 a 0 jogando na Argentina nesta quinta-feira, 19, e complicou a sua situação para a última rodada da fase de grupos da Sul-Americana. Ainda que o cenário ideal para os cariocas assegurarem a vaga seja de certa forma complicado, o técnico Fernando Diniz ainda não jogou a toalha, e ressaltou que a acredita na classificação.

Para se ter uma ideia, para que o Fluminense consiga se classificar para as oitavas de final da competição, o Tricolor precisa torcer por um empate da equipe argentina com o Junior Barranquilla na Colômbia, além de precisar a todo custo vencer o Oriente Petrolero, jogando na Bolívia por pelo menos seis gols de diferença.

Canal - SportBuzz

Sobre o empate, Diniz considerou que o resultado foi justo e ainda disse que faltou profundidade para a equipe. Depois da partida, quando perguntado na coletiva de imprensa sobre uma possível eliminação e quem era considerado o favorito na chave antes de começar a fase de grupos, o técnico lamentou a situação.

"Futebol é assim, é uma coisa que acontece. O jogo que mais fez falta foi o empate em casa contra o Unión, e também o saldo lá de 3 a 0 contra o Barranquilla. São coisas que acontecem no futebol. A gente veio como candidato a ser primeiro, mas é um grupo muito forte, tem três equipes brigando pela classificação", iniciou Diniz ante de completar.

Fluminense em campo na Sul-Americana
Fluminense em campo na Sul-Americana (Crédito: Mailson Santana/Fluminense FC/Flickr)

"Esse grupo da Sul-Americana é muito mais forte que muitos da Libertadores. Éramos candidatos, mas tinha adversários fortes. Tínhamos que ter pontuado o máximo em casa para poder seguir e ter mais chances de classificação. Mas ainda temos e vamos acreditar até o final", apontou o treinador, batendo na tecla de não desistir tão cedo.

Próximo compromisso

Agora, o Fluminense volta a campo pela Sul-Americana somente na próxima quinta-feira, 26, quando vai visitar o Oriente Petrolero na Bolívia, às 21h30 (horário de Brasília), pela última rodada da fase de grupos. Porém, antes o Tricolor tem um compromisso pelo Campeonato Brasileiro, quando encara o lanterna Fortaleza no domingo, 22, às 16h (horário de Brasília).


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!