Sportbuzz
Testeira
Futebol / SERÁ?

Flamengo quer levar jogo de volta das oitavas de final da Libertadores para Brasília; entenda!

Diretoria do Flamengo aproveitou que a Conmebol liberou o público nos estádios, mas com problemas para fazer isso no Rio, a ideia é jogar no Mané Garrincha

Redação Publicado em 12/07/2021, às 12h56

Estádio Mané Garrincha, em Brasília, local que o Flamengo quer mandar seu jogo da Libertadores - GettyImages
Estádio Mané Garrincha, em Brasília, local que o Flamengo quer mandar seu jogo da Libertadores - GettyImages

Diante do anúncio da Conmebol, que autorizou a presença de público nas partidas da Libertadores e Sul-Americana, o Flamengo já começou a se movimentar para poder contar com sua torcida Rubro-Negra no jogo de volta das oitavas de final da competição.

Dessa forma, se houver um acordo entre o Flamengo, e as autoridades sanitárias locais, o clube quer seus torcedores presentes novamente no estádio no dia 21 de julho, pelo jogo de volta contra o Defensa y Justicia.

No entanto, isso não deve acontecer no Rio de Janeiro, por conta de divergências com o prefeito Eduardo Paes, que mantém um posicionamento rígido por conta das imagens de aglomeração e problemas de falsificação de exames de coronavírus na decisão da Copa América.

Por conta disso, a realização da partida no Maracanã está em segundo plano por agora, e a ideia da diretoria do Flamengo, a não ser que haja uma mudança de discurso da Prefeitura, é levar o jogo para Brasília, onde a liberação de torcedores está sendo vista de forma mais receptiva.

"Se o prefeito trata o Flamengo diferente de outras entidades do futebol, se a ciência municipal é uma para uns e outra para o Flamengo, então caberá ao clube adotar as providências que julgar corretas. O Flamengo sabe fazer futebol melhor que ninguém, conhece a sua torcida e o estádio melhor que todos, e está pronto para fazer um belo jogo com todos os protocolos sanitários", disse Rodrigo Dunshee de Abranches, vice geral e jurídico do Flamengo, segundo o site "Globo Esporte".

Depois de se deparar com problemas relacionados aos protocolos sanitários contra o coronavírus, na final da Copa América, quando o Maracanã pôde receber 10% da capacidade de cada setor, Eduardo Paes comentou que vai estudar para tentar contar com mais público.

"Vou consultar as autoridades sanitárias do município para que decidam sobre público nos próximos jogos, mesmo limitado. Mas pelo que vi aqui e ali...", disse o prefeito, que ainda acrescentou ter observado "mais problemas do que imaginava".


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!