Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » EITA!

Flamengo: Entenda como Bandeira de Mello pode ser expulso do clube!

Ex-presidente fez críticas a Tragédia no Ninho do Urubu que não foram bem vistas pela diretoria

Izabella Macedo Publicado em 27/04/2020, às 18h22

Entenda como Bandeira de Mello pode ser expulso do Flamengo
Entenda como Bandeira de Mello pode ser expulso do Flamengo - Divulgação / Flamengo

De acordo com o site UOL, nesta segunda-feira, 27, o grupo político do Flamengo intitulado Vanguarda Rubro-Negra, enviou um pedido formal ao presidente do Conselho de Administração, Bernardo Amaral.

O requerimento solicitava a abertura de inquérito pedindo a punição do ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello. A publicação ainda afirma que tal processo pode resultar na expulsão do ex-mandatário dos registros no quadro social.

O movimento surgiu a partir da declaração de Bandeira de Mello sobre a tragédia no Ninho do Urubu. Em sua fala, o ex-mandatário afirmou que se ainda estivesse no comando do clube, 10 crianças não teriam morrido e outros funcionários não teriam se ferido.

“Se eu ainda fosse presidente, tenho quase certeza que não teria acontecido o incêndio. Fiquei lá seis anos e não aconteceu nada. O que aconteceu ali, eu já não estava mais lá, e sinceramente não sei qual foi a causa. Mas espero que o MP chegue à verdade. Porque é muito desagradável se ter inocentes sendo acusados de maneira totalmente injusta. Um deles sou eu”, disse em entrevista para Jorge Nicola, da ESPN Brasil.

Durante uma live transmitida através do canal oficial do Flamengo no YouTube, como forma de reação a fala de Bandeira de Mello, o vice-presidente de futebol, Marcos Braz não poupou críticas.

“Foi muito infeliz nas declarações de semana passada, esse infeliz está barato para ele. Foi uma maneira covarde ou de mau caráter, não conheço ele. Não sei se foi de mau caráter ou oportunista. A galera que conhece ele e trabalhou, acha que foi de mau caráter, eu fico com oportunismo”, disse antes de completar.

“Ele não poderia dar essa declaração, ele nunca poderia. Se fosse ele não teria. Porque foi na gestão dele que contratou aquilo, que as crianças estavam lá, que chegaram todas as notificações da prefeitura. E o Landim com 30 dias de gestão, é brincadeira. Vamos supor que fosse no final desse ano ou ano que vem, aí ele poderia falar. A gente tinha 30 dias de gestão, não foi legal”, completou Braz.

O Conselho de Administração do Flamengo irá analisar o pedido feito pelo grupo para saber se cabe ou não a instauração de uma comissão de inquérito. A decisão deve sair ainda essa semana.


 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!