Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » CLIMÃO!

Flamengo: Abel Braga esquenta o clima com Jorge Jesus e revela recusa de jantar

De acordo com o atual vice-campeão do Brasileiro, "não foi legal a maneira que entrou" no clube

Redação Publicado em 26/03/2021, às 14h10 - Atualizado às 15h05

Abel Braga não superou sua saída do Flamengo
Abel Braga não superou sua saída do Flamengo - GettyImages

Abel Braga deixou o Flamengode uma maneira polêmica em sua última passagem pelo rubro-negro e, para o seu lugar, o clube contratou Jorge Jesus. Em entrevista para o canal de "Alê Oliveira", o atual vice-campeão brasileiro revelou que o clima entre os dois não é dos melhores. 

 

De acordo com "Abelão", o português tentou convidá-lo para um jantar, porém ele acabou recusando o convite do atual treinador do Benfica. O ex-comandante do Mengão ainda deu sua opinião sobre a maneira como foi feita sua saída do Fla e a chegada de Jorge Jesus ao time. 

"O Jorge fez um trabalho fantástico. Não foi legal a maneira que ele saiu, e acho que como entrou também. Poderia pegar o telefone e me dar uma ligada. Ele tentou, depois, jantar comigo. Como ele nunca me convidou em Portugal, onde eu passei seis anos e meio, eu falei "não vou"", revelou. 

Atualmente com grande dificuldades de encaixar um bom futebol no Benfica, Abel Braga comentou em relação aos problemas que JJ tem enfrentado em Portugal. Para ele, a sequência de bons resultados não vieram, pois muitos jogadores chegaram aos Encarnados. 

"Jesus está passando um momento difícil lá agora, com o Benfica, contratou muito. Não tenho dúvidas de que é um grande treinador", disse. Ele ainda aproveitou para fazer um paralelo com sua saída do Flamengo e a chegada de Jorge Jesus, que recebeu muitos reforços em 2019.  

 "No Flamengo tinha um time montado, a verdade é essa. Quando saiu o Cuéllar, foi quando eu saí. Vieram Rafinha, Marí, Filipe Luis e Gerson. Aquele mais criticado, que era o Arão, no meio, recuou um pouquinho. Uma grande virtude do Jesus, o Gerson, que era muito mais meia ou até ponta, meia de lado do que segundo volante, está até hoje brilhando nessa posição. A coisa correu bem, ninguém pode discutir o trabalho dele, foi incrível", completou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!