Sportbuzz
Testeira
Futebol / QUE SITUAÇÃO!

FIFPro toma medida importante sobre a Copa América no Brasil; entenda!

FIFPro, que representa os atletas do futebol mundial, se posicionou sobre a Copa América

Redação Publicado em 01/06/2021, às 15h41

FIFPro avaliou a vinda da Copa América ao Brasil - GettyImages
FIFPro avaliou a vinda da Copa América ao Brasil - GettyImages

Na tarde desta terça-feira, 01, a FIFPro, organização que representa jogadores profissionais do futebol mundial, tomou uma medida para lá de importante ao comentar a possível realização da Copa América no Brasil.

Através de comunicado oficial, a FIFPro afirmou que pretende apoiar qualquer jogador que se recusar a jogar a Copa América no Brasil. Preocupada com o momento da pandemia no país, a entidade prestou total apoio aos atletas que optarem por não atuar.

Além da rapidez na troca de sede da Copa América, a FIFPro fez um alerta para o crescente número de casos e mortes no Brasil por conta da pandemia de coronavírus. Com o posicionamento, a entidade afirmou prezar pela saúde e segurança dos atletas.

A FIFPRO tem sérias preocupações com o processo de realocação da Copa América e com o planejamento tardio que fez com que um novo anfitrião fosse alocado poucos dias antes do início do torneio”, iniciou o comunicado.

(...) nas atuais circunstâncias, a FIFPRO apoiaria totalmente qualquer jogador que decidir desistir do torneio por razões de saúde e segurança”, escreveu a FIFPro.

LEIA O COMUNICADO DA FIFPRO NA ÍNTEGRA:

"A FIFPRO tem sérias preocupações com o processo de realocação da Copa América e com o planejamento tardio que fez com que um novo anfitrião fosse alocado poucos dias antes do início do torneio. Além de ser curto prazo, o host alternativo está lidando com um número alarmante de casos COVID-19. 

Realizar um torneio nessas circunstâncias requer uma preparação avançada extremamente boa. Portanto, esta decisão pode ter sérias implicações para a saúde dos jogadores de futebol profissionais, funcionários e público em geral.

Junto com outras partes interessadas do futebol internacional, a FIFPRO deixou claro, desde o início da pandemia COVID-19, que a saúde pública e a segurança devem ser a prioridade absoluta para a indústria do futebol, especialmente durante estes tempos extraordinários.

Como a pandemia continua afetando os serviços de saúde pública em toda a América do Sul, respeitosamente pedimos à CONMEBOL que tome todas as medidas necessárias para garantir que a competição não coloque os jogadores em risco.

O plano mais recente para providenciar - em um prazo extremamente curto - centenas de jogadores de futebol para competir em um torneio de tal complexidade deixa uma incerteza aberta para cada um deles e suas famílias.

Nas atuais circunstâncias, a FIFPRO apoiaria totalmente qualquer jogador que decidir desistir do torneio por razões de saúde e segurança.

Tal como acontece com as competições de seleções nacionais anteriores durante o período de emergência COVID-19, os jogadores devem ser capazes de priorizar a sua própria saúde e a de suas famílias, sem o risco de sanções".


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!